Questões

Total de Questões Encontradas: 03

O Active Directory Domain Services (AD DS) é um dos serviços de servidor disponíveis no Windows Server 2008. Ele fornece a distribuição do serviço de diretório que pode ser utilizado para centralizar e gerenciar a segurança da rede. O AD DS inclui opções de instalação no Windows Server 2008, que são:
A
Active Directory Domain Services Installation Wizard, Read-Only Domain Controller, Domain Name System, Fully Qualified Route Name e Traceroute.
B
Active Directory Domain Services Installation Wizard, Instalação Unattended, Read-Only Domain Controller, Domain Name System e Global Catalog Servers.
C
Read-Only Domain Controller, Domain Name System, Global Catalog Servers, Fully Qualified Route Name e Enhanced Domain Server.
D
Active Directory Domain Services Installation Wizard, Instalação Unattended e Read-Only Domain Controller, apenas.
E
Instalação Unattended, Read-Only Domain Controller, Domain Name System, Global Catalog Servers e Enhanced Domain Server, apenas. 
A versão 7 do JBoss Application Server, JBoss AS 7, trouxe o modo de trabalho Domain Mode, que permite iniciar várias instâncias e também oferece uma maneira centralizada de gerenciamento dos recursos facilitando a administração das instâncias JBoss.

Para iniciar o JBoss AS 7 no Domain Mode deve-se executar, de acordo com o sistema operacional, o script (que geralmente encontra-se na pasta JBOSS_HOME/bin) I.

O Domain Mode pode ser visto como uma unidade de instâncias que compartilham recursos e configurações e são administradas por um processo chamado II.

A lacuna I, que se refere ao script e a lacuna II, que se refere ao processo, são, respectivamente:
A
/domain.lnx no Linux ou /domain.win no Windows − Server Controller
B
/domainmode.sh no Linux ou /domainmode.bat no Windows − Farm Deplyment 
C
/domain.lnx no Linux ou /domain.win no Windows − Domain Controller 
D
/dmode.sh no Linux ou /dmode.bat no Windows − Server Controller 
E
/domain.sh no Linux ou /domain.bat no Windows − Domain Controller
Em sistemas Linux em que está presente, o iptables funciona através de regras para o firewall, de forma a fazer com que os pacotes possam ser ou não recebidos na rede ou em algum host. Para isso utiliza Tabelas, Chains e Regras. A Tabela filter possui três conjuntos de regras ou cadeias (Chains), que são caminhos diferentes por onde os seguintes pacotes de rede passam:

I. Apenas os pacotes destinados ao IP da máquina atual serão avaliados por eventuais regras existentes nesta Tabela.
II. Serão avaliados pelas regras presentes nesta lista apenas os pacotes originados por processos locais da máquina e que estão saindo dela.
III. Os pacotes que estão sendo repassados por esta máquina, não são para ela e nem originados por ela, serão avaliados por estas regras.

As Chains referenciadas por I, II e III, são, respectivamente:
A
INPUT −- OUTPUT − FORWARD.
B
PREROUTING − POSTROUTING − INROUTING.
C
INCHAIN − OUTCHAIN − FORWCHAIN.
D
IP_INPUT − IP_OUTPUT − IP_PASSBY.
E
PRE_FILTER − POST_FILTER − PASSBY_FILTER.
Página 1 de 1