Questões

Total de Questões Encontradas: 12

Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
... quando associada à misteriosa onipotência da verdade. (1o parágrafo)

Mantém-se corretamente o à − com o sinal indicativo de crase − se o segmento grifado for substituído por:
A
uma característica que a identifica.
B
cada tendência de pensamento.
C
valores dispersos na sociedade.
D
defesa dos direitos sociais.
E
qualquer ação esclarecedora dos fatos.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considere as afirmativas seguintes a respeito da regência de alguns verbos transcritos do texto e do sentido que lhes é atribuído. Está INCORRETO o que consta em:
A
No 1o parágrafo, a frase Tiraram-lhe a majestade da tribuna pode ser substituída, sem outra alteração, por: Arrebataram dela a majestade da tribuna.
B
No 2o parágrafo, o verbo da frase que se inicia por o Proteu reveste está empregado sem necessidade de complemento diretamente ligado a ele.
C
No 1o parágrafo, a frase Mas ficou-lhe a imprensa apresenta sentido de Porém tocou a ela por quinhão a imprensa, respeitada a regência do verbo que substitui o original.
D
O pronome nos, subordinado aos verbos do 1o parágrafo grifados em que a sua beleza nos deslumbra, que a sua missão nos atrai, pode ser substituído por a nós, com alteração apenas de sua colocação em cada uma das frases.
E
O verbo grifado na frase transcrita do 1o parágrafo, que a consideramos, apresenta um único complemento, expresso pelo pronome a.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considerada como órgão desta função, avulta incomparável, no mundo moderno, a sua grandeza.

O sentido da afirmativa acima está corretamente reproduzido, em linhas gerais, dentro do contexto do 1o parágrafo, com clareza e lógica, em:
A
A função que a imprensa tem no mundo moderno, em que se vive hoje, é de ser extraordinariamente grande, por ser de uso de governos.
B
No mundo moderno atualmente, a imprensa tem função tida como que superior a todas as instituições, quer de governo, quer de ensino.
C
A imprensa, palco de disseminação de ideias e de conhecimentos, assume extraordinária relevância no mundo moderno.
D
O palco que se encontra como meio da imprensa, no mundo moderno, está sendo de importância relevante, com função de instrução.
E
Nessa função de governo e de ensino, a imprensa, vem aparecendo como vulto sem comparação, no mundo moderno.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Está correto o que se afirma em:
A
Como meio de propagação de ideias, a imprensa livre recupera o prestígio da palavra falada, ainda que eventualmente se mostre parcial ao dissimular a verdade dos fatos, no interesse de manutenção da ordem social.
B
Do mundo antigo ao moderno, a palavra falada, ora substituída pela imprensa, bastou para que governantes se sobrepusessem aos interesses e aos desígnios das respectivas sociedades.
C
Somente o respeito à verdadeira palavra, associado intrinsecamente aos governantes, de modo geral, garante-lhes tanto a soberania sobre seus governados, quanto a ordem necessária ao convívio social.
D
O jornalismo, herdeiro das tradições originárias do hábito de ouvir os discursos de governantes de todas as épocas, tem perdido prestígio, atualmente, em razão de nem sempre manter-se imparcial em relação aos fatos noticiados.
E
A imprensa, tendo sucedido aos discursos e à palavra falada, tem máxima importância atualmente em sua atuação na sociedade, desde que se man- tenha nos estritos limites éticos da verdade. 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Para uma, no entanto, guardou ele as melhores palavras, as mais doces, as mais ternas, as mais belas. Essa noiva tem um nome lindo, negra: liberdade.

A opinião exposta por Jorge Amado encontra respaldo, principalmente, nos versos de Castro Alves transcritos em: 
A
Eras tu que, com os dedos ensopados
No sangue dos avós mortos na guerra,
Livre sagravas a Colúmbia terra,
Sagravas livre a nova geração! 
B
Escravo, dá-me a c'roa de amaranto
Que mandou-me inda há pouco Afra impudente,
Orna-me a fronte... Enrola-me os cabelos
Quero o mole perfume do Oriente. 
C
Vai funda a tempestade no infinito,
Ruge o ciclone túmido e feroz...
Uiva a jaula dos tigres da procela
            − Eu sonho a tua voz −
D
Mas não...! Somente as vagas do sepulcro
Hão de apagar o fogo que em mim arde...
Perdoa-me, Senhora! ... Eu sei que morro...
            É tarde!  É muito tarde!... 
E
Corre nas veias negras desse mármore  
Não sei que sangue vil de messalina,  
A cova, num bocejo indiferente,  
Abre ao primeiro a boca libertina
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Há momentos no mundo em que todas as forças de uma nação se conjugam...  

A lacuna a ser corretamente preenchida pela expressão grifada acima está em:
A
Vários poetas, conquanto tenham morrido muito jo- vens, deixaram vasta obra, ...... atesta sua genia- lidade e precocidade.
B
Versos há, na obra de poetas românticos, ...... se encontram ideais caros à juventude, tais como o amor e a liberdade.
C
Alguns temas ...... se dedicaram diferentes poetas, em qualquer época e em qualquer lugar, abrangem sentimentos de caráter universal.
D
Há magníficos versos, testemunhas ...... poetas de todas as idades são capazes de alcançar grande força expressiva.
E
Castro Alves, embora tenha morrido muito jovem, foi o poeta ...... se atribui o título de um dos maiores autores brasileiros.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considerando-se outras possíveis alterações, o verbo que se mantém corretamente no singular, com as propostas entre parênteses no final da frase para o segmento nela grifado, é:
A
... como nenhum de nós falaria.  (ninguém mais dentre os poetas)
B
... fica a sua lembrança...  (as marcas de sua lembrança)
C
... porque tudo mudou na face das coisas...  (uma e outra situação)
D
... que sua voz ficou soando para sempre...  (os ecos de sua voz)
E
... aparece, tranquilo e terrível, demoniacamente belo, justo e verdadeiro, um gênio.  (os gênios)
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Ambos os verbos flexionados nos mesmos tempo, modo e pessoa estão grifados em:
A
No teatro grande lá de cima ouviste certa vez uma numerosa orquestra. Lembras-te da hora em que os músicos...
B
São homens valentes que morreram.
C
Faz tempo que não te conto uma história na beira deste cais.
D
Vês aquela estrela lá longe... Já viste da beira do cais o vento noroeste...
E
Vê no céu... ouve o ABC do poeta
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
O segmento que, no contexto do 2o parágrafo, expressa noção de consequência é:
A
E deixou o ar mais puro, a sua lembrança imortal.
B
Já viste da beira do cais o vento noroeste se despenhar sobre a cidade e o mar...
C
Mas, mesmo depois que o noroeste passa e volta a calmaria...
D
Tinha a força do vento noroeste, o seu ímpeto, a sua violência.
E
É rápido, inquietante, belo, quase irreal.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
... e é impossível esquecê-lo porque tudo mudou na face das coisas: é outra a fisionomia do cais e o ar que se respira é mais puro. (2º parágrafo)

A afirmativa introduzida pelos dois-pontos deve ser entendida como
A
justificativa dos resultados da destruição provocada pelo ímpeto de uma ventania, como fez Castro Alves, em sua época, com seus poemas.
B
demonstração da força da natureza quando se desencadeia sem controle, como se vê na obra de Castro Alves, poeta muito jovem e ainda imaturo.
C
detalhamento do cenário que vem sendo descrito, numa associação direta com o ímpeto versificador de Castro Alves nos temas tratados por ele.
D
enumeração dos estragos decorrentes de um cataclismo, que o relaciona com a revolução embutida nos poemas libertários de Castro Alves.
E
comentário auxiliar que, assim como ocorre com os fenômenos naturais, se propõe a minimizar os efeitos contestadores dos poemas de Castro Alves.
Página 1 de 2