Questões

Total de Questões Encontradas: 03

O estágio probatório corresponde
A
a um ano de efetivo exercício no cargo ou em decorrência de designação para função.
B
ao período de dois anos de efetivo exercício no cargo ou função, para os agentes públicos nomeados em virtude de concurso público.
C
a três anos de efetivo exercício, para os servidores nomeados  para cargo de provimento efetivo, em virtude de concurso público.
D
a três e dois anos de exercício, respectivamente, para os agentes públicos nomeados e designados, para cargos e funções, em virtude de concurso público.
E
ao período de até quatro anos de efetivo exercício, para o servidor designado para função, em virtude de concurso público.
Tendo em vista a vedação de o empregador transferir o empregado, sem a sua anuência, para localidade diversa da que resultar do contrato, diz-se que
A
a transferência será ilegítima, mesmo quando não acarretar necessariamente a mudança de seu domicílio.
B
é ilícita a transferência dos empregados que exerçam cargos de confiança.
C
por necessidade de serviço, a transferência será lícita, mediante pagamento suplementar nunca inferior a 20% dos salários recebidos.
D
a transferência poderá ocorrer licitamente, por imperiosa necessidade de serviço, desde que os salários recebidos sejam acrescidos de até 15%.
E
será lícita a transferência quando ocorrer extinção do estabelecimento em que trabalhar o empregado. 
No que se refere à vacância do cargo público, a exoneração de ofício dar-se-á, também, quando
A
o servidor, sendo nomeado, não tomar posse no prazo de trinta dias, contados da publicação do ato de provimento.
B
o servidor, tendo tomado posse, não entrar em exercício no prazo estabelecido.
C
o servidor, tendo tomado posse, não entrar em exercício no prazo trinta dias, contados da data da posse.
D
o servidor deixar de atender, a juízo da autoridade competente, as condições para entrar em exercício.
E
decorrer da impossibilidade de transferência do servidor para outra localidade.
Página 1 de 1