Questões

Total de Questões Encontradas: 05

Os padrões de projeto estruturais diminuem o acoplamento entre os objetos de um sistema orientado a objetos tornando mais simples eventuais alterações no funcionamento do sistema. Um destes padrões permite centralizar todas as requisições a uma aplicação Web, ou seja, haverá um único ponto de entrada na aplicação que receberá e tratará todas as requisições. Este padrão é conhecido como
A
Bridge.
B
Request Controller.
C
Manager Request.
D
Front Controller.
E
Facade
Considere a classe Java abaixo:

public class Principal {
    public static void main(String[ ] args) {
        int r[ ] = new int[8];
        int i = 0;
        int n = 70;
        while (n > 0) {
            r[i] = n % 2;
            n = n / 2;
            i++;
        }
        int cont = (r.length - 1);
        for (;cont >= 0; cont--) {
            System.out.print(r[cont]);
        }
    }
}

Ao compilar e executar esta classe, em condições ideais, será exibido na tela o valor
A
01100010
B
1248173570
C
01234567
D
7035178421
E
01000110
Considere o código abaixo digitado em Python.
 
______I______ contar(n):
a = 1
while a < n:
print a,
a = a+1
contar(10)

Preenche, corretamente, a lacuna I:
A
function
B
def
C
procedure
D
public
E
void
Java Persistence API (JPA) é uma API padrão da linguagem Java para persistência de dados em bancos de dados relacionais.
Em uma aplicação que utiliza JPA
A
pode ser utilizada, como provedor de persistência, as bibliotecas EclipseLink, Hibernate, OracleTopLink, JBossSeam e JDBCProvider.
B
as classes de entidade do banco de dados permitem o mapeamento entre objetos da classe e tabelas do banco de dados, utilizando anotações como @Table, @Entity, @PrimaryKey, @Column, @Constraint, @Foreignkey e @EJB.
C
todas as operações realizadas nas tabelas do banco de dados, como inserção de dados, alteração, consultas e exclusão, são realizadas sem o uso de instruções SQL, ou seja, o desenvolvedor não precisa conhecer SQL para programar.
D
as configurações de acesso a banco de dados normalmente ficam no arquivo persistence.xml, ligado à aplicação, de forma que se for alterado o servidor de banco de dados não seja necessário alterar o código-fonte Java da aplicação.
E
as relações existentes entre as tabelas do banco de dados não são refletidas nas classes de entidade criadas na aplicação, o que torna a execução mais rápida. O mapeamento de relações é feito em tempo de execução pelas bibliotecas do provedor de persistência.
Considere uma aplicação Java Web que possui os arquivos abaixo:
index.html
<html>
<head><title>Cadastro</title> </head>
<body>
<form method="post" action="form.jsp">
<p>Primeiro valor: <input type="text" name="valor1"> </p>
<p>Segundo valor: <input type="text" name="valor2"> </p>
<p><input type="submit" value="Enviar"> </p>
</form>
</body>
</html>
SomaBean.java
package bean;
public class SomaBean {
private int valor1;
private int valor2;
private int total;
public SomaBean( ) { }
public int getValor1( ) {return valor1;}
public void setValor1(int valor1) {this.valor1 = valor1;}
public int getValor2( ) {return valor2;}
public void setValor2(int valor2) {this.valor2 = valor2;}
public int getTotal( ) {return total;}
public void setTotal(int total) {this.total = total;}
}
form.jsp
<%@page contentType="text/html" pageEncoding="UTF-8"%>
<html>
<head><title>Exibição</title></head>
<body>
<jsp:useBean id="somaBean" class="bean.SomaBean" scope="request" />

__I__

<jsp:setProperty name="somaBean" property="total" value="<%=somaBean.getValor1() + somaBean.getValor2()%>"/>
<p>O valor total é <jsp:getProperty name="somaBean" property="total"/></p>
</body>
</html>
A instrução que deve ser colocada na lacuna I recebe os parâmetros valor1 e valor2 do formulário index.html e insere estes valores nos atributos valor1 e valor2 da classe SomaBean. Esta instrução é
A
 <jsp:setValue name="somaBean" property="*" />
B
 <jsp:setProperty name="somaBean" param="all" property="all" />
C
 <jsp:setValue name="somaBean" param="*" property="*" />
D
 <jsp:setProperty name="somaBean" property="*" />
E
 <jsp:processRequest name="somaBean" getParam="*" setProperty="*" />
Página 1 de 1