Questões

Total de Questões Encontradas: 03

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PA Prova: Analista Judiciário - Conhecimentos Básicos
Imagem da Questão
Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, considerando que o termo que preenche a terceira lacuna é empregado para indicar que um evento está prestes a acontecer. 
A
anúncio ... a ... eminente 
B
anuncio ... à ... eminente 
C
anúncio ... a ... iminente 
D
anuncio ... à ... iminente 
E
anúncio ... à ... iminente
Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PA Prova: Analista Judiciário - Conhecimentos Básicos
Assinale a alternativa que apresenta a frase cuja redação está condizente com a norma-padrão da língua portuguesa.
A
Existe algumas pessoas que questionam o Marco Civil da internet, alegando de que foi aprovado de maneira apressada.
B
É importante mencionar de que as empresas de telecomunicações poderão vender velocidades diferentes, mas está proibido a venda de pacotes restritos.
C
Os usuários devem estar atentos ao fato de que não haverá distinções no tratamento dos conteúdos que trafegam pela internet. 
D
Sempre pode ocorrer falhas técnicas, capaz de comprometer a qualidade dos serviços, mas as empresas devem ter consciência de que essas falhas precisam ser prontamente corrigidas. 
E
Os clientes devem conhecer seus direitos para que este se cumpra, por exemplo: é evidente de que as empresas precisam oferecer a conexão contratada.
Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PA Prova: Analista Judiciário - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Assinale a alternativa em que a frase do texto permanece correta, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, após o acréscimo das vírgulas.
A
Ressalte-se, ainda, que a exclusão de conteúdo só poderá ser ordenada pela Justiça.
B
O Marco Civil garante, a inviolabilidade e o sigilo, das comunicações.
C
As empresas de telecomunicações que fornecem acesso, poderão continuar vendendo, velocidades diferentes.
D
O conteúdo poderá ser acessado apenas, mediante, ordem judicial. 
E
Mas terão de oferecer, a conexão contratada independentemente, do conteúdo acessado pelo internauta e não poderão vender pacotes restritos.
Página 1 de 1