Questões

Total de Questões Encontradas: 60

O modelo de segurança do SQL Server 2008 R2  baseia-se em dois conceitos claros:
A
Central e spatial. 
B
Principals e attached. 
C
Principals e securables.
D
Global e local. 
E
Priorities e availabilities.
Em VBScript
A
um comando Sub é um conjunto de operações, iniciados por “%” e terminados por “;”, que realiza ações e não retorna um valor.
B
o usuário define uma constante através da cláusula Value.
C
um procedimento Sub_executable é um conjunto de comandos, iniciados por Sub_ex e terminados por Close, que realiza ações e não retorna um valor.
D
o usuário define uma constante através do comando Const.
E
um procedimento Task é um conjunto de comandos, iniciados por Sub e terminados por Stop, que realiza ações e retorna valor.
São características do Report Builder 3.0 do SQL Server 2008 R2: 
A
Map Layouts. Indicadores. User Parts. Essentials.
B
Map Layers. Indicadores. Report Parts. Cálculos agregados.
C
Table Layers. Build Units. Report Parts. Cálculos complexos.
D
Information levels. Indicadores. Data segments. Fatores agregados.
E
Map Scales. Descritores. Report Paths. Cálculos e gráficos.
São objetos suportados pelo SQL Server 2008 R2:
A
Table index. Tag  DMLplus. Tipo. Utilizadores. Heads.
B
Funções. Index. Schema. Database role. Login.
C
Funções. Input. Schare. Database role. Try-on.
D
Task. Trigger DML compactado. Classe. Utilizadores. Version.
E
Table. Trigger SMLT. Tipo. Agentes. Views.
É pré-requisito essencial de utilização da interface de gestão:
A
Interface deve ser gerada por uma SQL Server, utilizando uma SQML Library do Active Directory do usuário.
B
Interface deve funcionar em uma SQL Server, residente no Active Directory do Windows.
C
SQL Server deve ficar em modo management para interagir com usuários ativos no Windows.
D
SQL Server deve estar orientado a gestores de interfaces. 
E
Interface deve funcionar em uma SQL Shell-pattern, residente no Active Domain do Windows.
Em bases de dados relacionais, o catálogo ANSI (INFORMATION_SCHEMA) contém views unicamente para leitura, provendo informações sobre: 
A
Tabelas. Flows. Colunas. Processos internos.
B
Through-ups. Views. Chaves. Procedimentos.
C
Tabelas. Views. Extensões. Prioridades.
D
Relações. Atributos. Links. Procedimentos.
E
Tabelas. Views. Colunas. Procedimentos. 
SQL Server Utility do SQL Server 2008 R2 permite a monitoração e a gestão centralizada de aplicações de bases de dados e instâncias do SQL Server, a partir de uma única interface de gestão designada por 
A
UPC (Utility Process Capability). 
B
CPU (Central Process Utility). 
C
UCPP (Utility Control Process Package). 
D
UCP (Utility Control Point). 
E
UCMP (Utility Control Management Point).
O mecanismo instalado e configurado como padrão pelo MySQL é o método de armazenammento
A
MyISAM.
B
MyStore.
C
MyRetrive. 
D
MyStam. 
E
MyISSM.
Em pesquisa fulltext, o MySQL gerencia os índices segundo os modos:
A
Criação de índices com base em campos do tipo texto. Em uma tabela própria de índices.
B
Criação de índices com base em todos os campos. Uso de uma tabela própria de índices numéricos.
C
Uso de índices fornecidos pelo usuário. Uso de uma tabela de índices equivalentes.
D
Criação de tabelas do tipo texto. Uso de uma tabela própria de índices com restrição de domínio.
E
Criação de índices com base em textos usuais. Uso de uma relação de índices convencionados.
A Linguagem de Definição de Dados de uma SQL permite especificar:
A
O esquema para cada estrutura. As restrições de normalização. O conjunto dos índices a serem mantidos para cada relação. As informações de acesso e flexibilidade para cada relação.
B
O domínio dos valores gerados por cada atributo. As restrições de integridade. O conjunto dos coeficientes a serem mantidos nas relações de objetos. A estrutura de armazenamento físico de cada relação na estrutura de relacionamentos.
C
O esquema para cada relação. O domínio dos valores das relações. As permissões de integridade. O conjunto dos índices a serem extraídos de cada relação.
D
O esquema para cada relação. As informações de segurança e autorização para cada relação. A estrutura de armazenamento físico de cada relação no disco.
E
As restrições de interatividade. As variáveis e índices a serem mantidos para cada relação. As informações de segurança e automação para cada relação. A estrutura de armazenamento físico de cada relação no disco.
Página 1 de 6