Questões

Total de Questões Encontradas: 06

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
O emprego e a forma de todas as palavras estão plenamente adequados em:
A
Vangloriou-se de ser tachado de criativo por boa parte da crítica.
B
Uma vez promovido a comandante, valeu-se desse posto iminente para tripudiar sobre seus colegas.
C
A expedição do mandado de prisão foi fragrantemente precipitada.
D
Os estratos mais pobres da população é que são os mais levados a expiar suas faltas.
E
Ficou vexado quando percebeu que suas calças estavam arreando.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Há muita gente que, sem mesmo dar-se conta disto, parte desta vida sem nada ter cantado.

A frase acima conserva o sentido básico e mantém a correção nesta outra forma:
A
São muitos os que partem desta vida sem sequer se darem conta de que nada cantaram.
B
Por não se dar conta desta vida, há muitos que partem sem ter nada cantado. 
C
Os que se vão sem ter nada cantado são muitos, que tão pouco se deram conta disso. 
D
Muitos partem desta vida sem nada cantar, sem se dar conta de que são muitos os que o fazem. 
E
Ainda que não se deem conta disso, há muita gente que canta muito antes de partir. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Atente para as seguintes frases:

I. Fiquei velho.
II. Supunha haver vantagens na velhice.
III. Não desfruto de vantagens em minha velhice.

As frases acima articulam-se com correção e coerência neste período único:
A
Mesmo que supusesse haver vantagens, não as desfrutei quando fiquei velho. 
B
Embora supusesse haver vantagens, minha velhice não me fez desfrutá-las.
C
Ao ficar velho, supus que houvessem vantagens na velhice, mas não teve nenhuma. 
D
As vantagens que supus para minha velhice não desfrutei quando à ela cheguei.
E
Tendo ficado velho, não desfruto das vantagens que supunha haver na velhice.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
A supressão da vírgula altera o sentido da frase em:

  I. Observei bem os movimentos daquele cego, enquanto ele caminhava com desenvoltura pela rua movimentada.  
 II. Que prazer encontrava o cego de Ipanema, percorrendo com as mãos as partes do belo automóvel!  
III. Sempre nos impressionaremos com os cegos, que caminham com tanta segurança pela cidade.

Atende ao enunciado SOMENTE o que está em
A
II e III. 
B
I e II.
C
III.
D
II.
E
I.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Está plenamente adequada a correlação entre tempos e modos verbais na frase:
A
O cego tocava elementos do carro como quem aprecie uma bela paisagem, uma bela mulher, como quem esteja sucumbindo diante de uma beleza inexcedível.
B
Todos nós saberíamos andar com mais segurança pela movimentada cidade caso desenvolvamos um senso de percepção espacial tão apurado como o dos cegos.
C
As ruas da cidade virão a ser familiares para aqueles que, mesmo não as enxergando, souberem esquematizá-las mentalmente, como quem elabora uma íntima cartografia.
D
O cego não poderia caminhar com tanta desenvoltura caso a cidade não seja inteiramente esquematizada na cabeça, para só então tê-la explorado sem qualquer hesitação.
E
Enquanto o rapaz limpava o cadillac, o cego de Ipanema, com gestos seguros e delicados, percorrera as formas do veículo como se o reconhecendo naquele exato momento. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
A
O que admirou o autor, na cena quando o cego reconhece as formas do carro, é que dava a impressão de que ele podia ver muito bem as paisagens magníficas que normalmente lhe negam.
B
Expressões como vasto diagrama e mundo geométrico devem de ser atribuídas ao cego em virtude dele caminhar com segurança em espaços cujo domínio ele se assegura.
C
O vocabulário usual da geometria, no primeiro parágrafo, aplica-se ao modo preciso e calculado pelo qual um homem cego se orienta no espaço por onde caminha.
D
A cabeça erguida e a bengala batendo compassada no chão indiciam que o cego caminha sem hesitar aonde ele sabe que as formas se interpretam tão bem como se fossem visíveis. 
E
Parece-nos advertir o autor do texto que as pessoas que enxergam são por vezes tomadas por aflições em cujas os cegos não se deixam assaltar, por seus trejeitos seguros.
Página 1 de 1