Questões

Total de Questões Encontradas: 70

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
A imagem abaixo mostra dois nós de um Diagrama de Redes que faz parte do cronograma de um projeto que utiliza o PMBoK.
Imagem da Questão
Considere que as datas de início e término de cada atividade referem-se à quantidade de dias passados desde o início do projeto. Por exemplo, a última data de término da atividade 3.3 será 121 dias após o início do projeto.

Para completar corretamente os nós do diagrama, as letras A, B, C, D, E e F precisam ser substituídas, respectivamente, por
A
33, 33, 88, 66, 66 e 33.
B
0, 0, 55, 66, 66 e 33.
C
0, 0, 88, 66, 66 e 33. 
D
55, 33, 55, 55, 88 e 33.
E
33, 33, 66, 55, 55 e 33.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Segundo a ITIL v3, o Portfólio de Serviços se desdobra em três componentes. Quando um serviço está na fase de definição e análise, ele está no ___I___. Quando o serviço foi aprovado, ele entra no ___II___ . Quando um serviço já não serve mais para o propósito para o qual foi criado ou há um serviço novo para substituí-lo, ele é classificado como Serviço Obsoleto.

As lacunas I e II são preenchidas, correta e respectivamente, com:
A
Estoque de Serviço e Funil de Serviço.
B
Catálogo de Serviço e Funil de Serviço.
C
Controle de Qualidade e Catálogo de Serviço.
D
Funil de Serviço e Catálogo de Serviço.
E
Controle de Qualidade e Depósito de Serviço.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Segundo o glossário ITIL v3, Estratégia de Serviço objetiva
A
definir a perspectiva, a posição, os planos e os padrões que um provedor de serviço precisa executar para atender aos resultados de negócio de uma organização.
B
entregar e gerenciar serviços de TI em níveis acordados para usuários e clientes do negócio.
C
desenhar os processos necessários para operar um novo serviço ou um serviço modificado.
D
planejar e gerenciar os requisitos de capacidade e recursos para gerenciar uma liberação.
E
projetar novos serviços ou alterações em serviços para introdução no ambiente de produção. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
De acordo com a IN 04/2010,
A
as contratações de Aquisições de TI deverão seguir quatro fases: I. Planejamento da Contratação; II. Planejamento da Licitação; III. Seleção da Aquisição; e IV. Gerenciamento do Contrato.
B
a execução da fase de Planejamento da Contratação não é obrigatória no caso de ter havido dispensa de licitação ou licitação dispensada.
C
em consequência da padronização existente no mercado de TI, é aceita unicamente a utilização da modalidade Pregão Público para as contratações.
D
a fase de Seleção do Processo de Licitação terá início com o recebimento pela Área Financeira do Documento de Oficialização da Demanda, a cargo da Área Requisitante do Contrato. Esta fase não necessita ser conhecida pela Área de TI.
E
a fase de Gerenciamento do Contrato visa acompanhar e garantir a adequada prestação dos serviços e o fornecimento dos bens que compõem a Solução de TI durante todo o período de execução do contrato.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
O CobiT fornece boas práticas através de um modelo de domínios e processos. Além disso,  
A
é atualizado a cada 2 anos e harmonizado com todos os outros padrões e guias. Assim, o CobiT tornou-se o único modelo capaz de integrar as boas práticas de TI e as metodologias de governança de TI como PMBoK e ITIL.
B
o foco em processos do CobiT 4.1 é ilustrado por um modelo de processos de TI subdivididos em 34 domínios e 4 processos em linha com as áreas responsáveis por planejar, construir, executar e monitorar, provendo assim uma visão total da área de TI.
C
a orientação por maturidade é o principal tema do CobiT, pois foi desenvolvido somente para ser utilizado por executivos e donos de empresas, já que fornece um guia de rígidos controles para que a empresa atinja o nível máximo de maturidade.
D
é um modelo e uma ferramenta de suporte que permitem aos gerentes suprir as deficiências com respeito aos requisitos de controle, questões técnicas e riscos de negócios. O CobiT habilita o desenvolvimento de políticas claras e boas práticas para controles de TI em toda a empresa.
E
as boas práticas do CobiT representam o consenso de especialistas e são fortemente focadas mais na execução e menos nos controles. Essas práticas ajudam a diminuir os investimentos em TI, provendo punições quando os serviços de TI saem errados. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Para atender aos objetivos de negócios, as informações precisam se adequar a certos critérios de controles, aos quais o CobiT denomina necessidades de informação da empresa. Baseado em abrangentes requisitos de qualidade, guarda e segurança, o CobiT define sete critérios de informação, dos quais quatro são descritos abaixo.

  I. Lida com a informação relevante e pertinente para o processo de negócio, bem como a mesma sendo entregue em tempo, de maneira correta, consistente e utilizável.

 II. Está relacionada com a proteção de informações sigilosas para evitar a divulgação indevida.

III. Relaciona-se com a fidedignidade e totalidade da informação, bem como sua validade de acordo com os valores de negócios e expectativas.

IV. Lida com a aderência a leis, regulamentos e obrigações contratuais aos quais os processos de negócios estão sujeitos, isto é, critérios de negócios impostos externamente e políticas internas.

A associação das definições acima com os critérios está expressa correta, e respectivamente, em
A
Efetividade / Disponibilidade / Confiabilidade / Legitimidade 
B
Eficiência / Confiabilidade / Fidedignidade / Aderência
C
Relevância / Sigilo / Fidedignidade / Obrigatoriedade
D
Eficiência / Integridade / Confidencialidade / Conformidade
E
Efetividade / Confidencialidade / Integridade / Conformidade 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
O modelo de processo ágil Extreme Programming (XP) envolve um conjunto de regras e práticas que constam no contexto de diversas atividades metodológicas. A atividade metodológica na qual se estabelece um guia de implementação para uma história de usuário à medida que é escrita, em que se encoraja o uso de cartões CRC como um mecanismo eficaz para pensar sobre o software em um contexto orientado a objetos é conhecida como 
A
Análise. 
B
Projeto. 
C
Planejamento.
D
Codificação.
E
Teste.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
O Scrum é um modelo ágil para a gestão de projeto de software. No Scrum,
A
o scrum team é a equipe de desenvolvimento com 6 a 10 pessoas, necessariamente dividida em papéis como analista, designer e programador.
B
o scrum master é um gerente e um líder como nos modelos prescritivos, já que as equipes não são auto-organizadas.
C
o product backlog precisa ser completo desde o início do projeto, contemplando todas as funcionalidades.
D
as funcionalidades a serem implementadas em cada projeto (requisitos ou histórias de usuário) são mantidas em uma lista chamada de product backlog.
E
o product owner define quais são os requisitos mais importantes a serem tratados em cada sprint, porém, não é o responsável pelo ROI (Return Of Investment), nem por avaliar as necessidades dos clientes. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
Qualidade de software é uma área dentro da Engenharia de software que visa garantir bons produtos a partir de processos adequados. Com relação à medição da qualidade de software, é correto afirmar que
A
a contagem de defeitos deve ser sempre relacionada com o momento em que os defeitos são introduzidos e, principalmente, encontrados.
B
o tempo de aprendizagem de um sistema pode ser medido pela quantidade de defeitos apontados pelos usuários e pelos custos com retrabalho ao longo do desenvolvimento.
C
do ponto de vista do desenvolvedor, a qualidade pode ser medida a partir de duas variáveis principais: a usabilidade e a acessibilidade.
D
a contagem de defeitos nas diferentes fases do processo de desenvolvimento de software, apesar de importante, não poderá ser utilizada para dar uma medida da eficácia dos processos da empresa.
E
o número de defeitos em um sistema tem uma relação necessariamente linear com os custos de retrabalho. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CE Prova: Analista Ministerial - Ciências da Computação
No PMBoK, a área de conhecimento Gerenciamento do Escopo do Projeto inclui os processos necessários para assegurar que o projeto contempla todo o trabalho necessário, e apenas o necessário, para terminar o projeto com sucesso. Dentre os processos dessa área de conhecimento, NÃO está incluído:
A
Desenvolver o cronograma.
B
Coletar os requisitos.
C
Definir o escopo.
D
Criar a EAP.
E
Controlar o escopo.
Página 1 de 7