Questões

Total de Questões Encontradas: 07

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
A qualidade subjetiva de um sistema baseia-se em grande parte em suas características não funcionais. Isso reflete a experiência prática do usuário – se a funcionalidade do software não é esperada, os usuários frequentemente apenas contornam este problema e encontram outras maneiras de fazer o que querem. No entanto, se o software for muito lento ou não confiável, será praticamente impossível aos usuários atingirem seu objetivo. Existem diversos atributos não funcionais do sistema, como os atributos de segurança, entre os quais: proteção, confiabilidade, robustez e 
A
encapsulamento.
B
predileção.
C
resiliência. 
D
multiplicidade.
E
cardinalidade. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
As estimativas de cronogramas de projeto são difíceis. O software pode ser executado em computadores desconhecidos ou utilizar novas tecnologias de desenvolvimento. No entanto, as organizações necessitam efetuar estimativas de esforço e custo de software e para tanto podem utilizar dois tipos de técnica para estas estimativas: estimativas baseadas em experiência e
A
cronograma adaptativo e sequencial.
B
levantamento geral de requisitos.
C
modelagem algorítmica de custos.
D
cálculos por aproximação.
E
tentativa e erro.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
O escopo de um projeto é determinado pelo levantamento de requisitos funcionais e não funcionais. Dentre os requisitos não funcionais se enquadram os requisitos organizacionais, que podem ser divididos em
A
reguladores e éticos.
B
ambientais, operacionais e de desenvolvimento.
C
contábeis e de segurança.
D
de desempenho e de espaço.
E
de eficiência, de confiança e de proteção.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
Na maioria dos projetos de software, há algum reuso de software. Isso acontece muitas vezes informalmente, quando as pessoas envolvidas no projeto sabem de projetos ou códigos semelhantes ao que é exigido. No entanto, atual-mente, processos de desenvolvimento de software com foco no reuso de software existente tornaram-se amplamente utilizados, contribuindo, entre outros fatores, para a diminuição do tempo necessário para o término de um sistema. Dentre os vários estágios em um processo de desenvolvimento por reuso, dois estágios são comparáveis a outros modelos de desenvolvimento, sendo eles 
A
projeto de sistema com reuso e modificação de requisitos.
B
modificação de requisitos e análise de componentes.
C
desenvolvimento e integração e alterações nos requisitos. 
D
especificação de requisitos e validação do sistema.
E
desenvolvimento ágil e programação em pares.
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
No modelo em cascata, também conhecido como ciclo de vida de software, na fase de Implementação e teste unitário o projeto do software é desenvolvido como um conjunto de programas ou unidades de programa, criando embasamento para a próxima etapa do modelo, chamada de 
A
Desenvolvimento incremental. 
B
Operação e manutenção. 
C
Análise e definição de requisitos. 
D
Projeto de sistema de software. 
E
Integração e teste do sistema. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
O primeiro passo do processo de contagem por análise de pontos de função é determinar o tipo de contagem.

Contagem de pontos de função podem ser associadas a projetos ou aplicações e existem 3 tipos de contagem: Desenvolvimento, melhoria ou
A
aplicação.
B
suporte.
C
pesquisa.
D
interoperabilidade. 
E
testes. 
Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MA Prova: Técnico do Judiciário - Tecnologia da Informação
Uma aplicação possui quatro classes: A, B, C e D. As classes A e B são subclasses de A. Nas classes A, B e C existem atributos diferentes e um método chamado verificarSaldo() com a mesma assinatura mas que executa operações que retornam valores do tipo double, porém, diferentes. A classe D é a classe principal. No interior do método main da classe D foram digitadas as seguintes instruções:

A obj = new B();
double v = obj.verificarSaldo();

A obj1 = new C();
double v1 = obj1.verificarSaldo();

Quando essas linhas foram executadas, a variável v recebeu o valor 100.00 e a variável v1 recebeu o valor 125.00.   Note que tanto obj como obj1 são objetos do tipo A, porém, além de possuírem atributos diferentes, ao chamar o método verificarSaldo() por meio desses objetos, o retorno contido nas variáveis v e v1 foi diferente. Isso mostra um exemplo de
A
encapsulamento. 
B
sobrecarga de métodos. 
C
herança múltipla.  
D
generalização. 
E
polimorfismo.
Página 1 de 1