Questões

Total de Questões Encontradas: 05

Na Engenharia de Software, há diversos modelos de ciclo de vida, definidos com variados níveis de formalidade. O modelo 
A
cascata (ou clássico) é adequado para controlar riscos e requisitos voláteis durante o desenvolvimento do sistema. 
B
codificação e correção (code and fix) é adequado para alcançar um bom nível de manutenibilidade do sistema. 
C
prototipagem descartável é adequado para descartar a fase de levantamento de requisitos do sistema a ser desenvolvido. 
D
prototipagem evolutiva entrega uma versão inicial do sistema, que considera requisitos já definidos com o cliente. 
E
espiral é inadequado quando são necessários o uso de protótipos durante a validação do sistema e o reúso de software.
O Processo Unificado divide a realização de um projeto para desenvolvimento de um sistema de software em fases. Em cada uma dessas fases, são executadas atividades de diversas disciplinas em diferentes proporções. No desenvolvimento de um sistema de software complexo, esse processo recomenda 
A
construir uma arquitetura executável ao final da fase de construção, para validar as regras do negócio e os requisitos funcionais do sistema. 
B
criar um modelo de casos de uso durante a fase de elaboração, para documentar as regras do negócio e os requisitos não funcionais do sistema. 
C
usar a abordagem de desenvolvimento iterativa e incremental, para dividir as atividades em iterações em que cada iteração gera um incremento do software. 
D
ordenar os riscos envolvidos no projeto, para que os riscos menos críticos sejam considerados logo na fase de iniciação e os mais críticos nas fases finais. 
E
entregar a primeira versão do sistema logo após a fase de transição, para evitar os problemas existentes no modelo de ciclo de vida em cascata tradicional.
Diversas são as métricas utilizadas em engenharia de software. Para a utilização da métrica de pontos de função para medir a funcionalidade entregue por uma aplicação S, a fronteira dessa aplicação deve ser definida. A seguir, diversas contagens devem ser realizadas, como a quantidade de 
A
arquivos de interfaces externas (external interfaces files, EIS), agrupamentos físicos de dados mantidos dentro da fronteira de S e usados para que S forneça informações a usuários ou a sistemas externos. 
B
arquivos lógicos internos (internal logical files, ILF), agrupamentos físicos de dados armazenados fora da fronteira de S e usados para que S obtenha informações de usuários ou de sistemas externos. 
C
consultas externas (external inquiries, EQ), processos elementares que solicitam informações externas à fronteira de S e cujos resultados são armazenados em arquivos lógicos internos. 
D
entradas externas (external inputs), processos elementares que processam informações de controle ou de dados provenientes de fora da fronteira de S.
E
milhares de linhas de código da aplicação (KLOC), utilizada para obter a quantidade de arquivos lógicos internos e externos necessários para armazenamento de dados usados por S.
Uma das formas de modelar o aspecto dinâmico de um sistema com a UML 2.0 é através da utilização do diagrama de máquina de estado (state machine diagram). Nesse contexto, considere os dois diagramas de máquinas de estados representados a seguir de acordo com a notação da UML. Considere que os eventos e as atividades homônimas em ambos os diagramas têm o mesmo significado.
Imagem da Questão
Os dois diagramas de máquinas de estados apresentados são equivalentes entre si.

                                                     PORQUE

Modelar o evento02 com uma transição recursiva (conforme o diagrama da direita) é equivalente a modelar o evento02 com uma atividade interna (conforme o diagrama da esquerda).

Analisando-se as afirmações acima, conclui-se que
A
as duas afirmações são verdadeiras, e a segunda justifica a primeira. 
B
as duas afirmações são verdadeiras, e a segunda não justifica a primeira. 
C
a primeira afirmação é verdadeira, e a segunda é falsa. 
D
a primeira afirmação é falsa, e a segunda é verdadeira. 
E
as duas afirmações são falsas.
A empresa XYZ deseja implantar um sistema de gestão de qualidade (SGQ), baseado na Norma ISO 9001:2000. Para isso, criou um manual de qualidade que contém:

I - o alcance do sistema do SGQ, com uma lista das exclusões ao SGQ, mas não as justifi cativas dessas exclusões;
II - as referências a todos os procedimentos documentados estabelecidos para o SGQ, mas não os procedimentos propriamente ditos;
III - uma descrição da interação entre os processos do SGQ.

A respeito dessas informações especificamente, o manual está em conformidade com a Norma? 
A
Sim e contém informações adicionais não exigidas. 
B
Sim, porque contém todas as informações relevantes. 
C
Não, pois deveria conter as justificativas dessas exclusões. 
D
Não, pois deveria conter os procedimentos propriamente ditos. 
E
Não, pois deveria conter as justificativas das exclusões e os procedimentos propriamente ditos.
Página 1 de 1