Questões

Total de Questões Encontradas: 213

Ano: 2016 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: Análise de Sistemas - Suporte Operacional
Texto Associado Texto Associado
Texto – A eficácia das palavras certas

Havia um cego sentado numa calçada em Paris. A seus pés, um boné e um cartaz em madeira escrito com giz branco gritava: “Por favor, ajude-me. Sou cego”. Um publicitário da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou o cartaz e com o giz escreveu outro conceito. Colocou o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.
Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Seu boné, agora, estava cheio de notas e moedas. O cego reconheceu as pegadas do publicitário e perguntou se havia sido ele quem reescrevera o cartaz, sobretudo querendo saber o que ele havia escrito. O publicitário respondeu: “Nada que não esteja de acordo com o conceito original, mas com outras palavras”. E, sorrindo, continuou o seu caminho. O cego nunca soube o que estava escrito, mas seu novo cartaz dizia: “Hoje é primavera em Paris e eu não posso vê-la”.
(Produção de Texto, Maria Luíza M. Abaurre e Maria Bernadete M. Abaurre)
“Por favor, ajude-me. Sou cego”; reescrevendo as duas frases em uma só, de forma correta e respeitando-se o sentido original, a estrutura adequada é: 
A
Embora seja cego, por favor, ajude-me.
B
Me ajude, por favor, pois sou cego.
C
Ajude-me já que sou cego, por favor.
D
Por favor, ainda que seja cego, ajude-me.
E
Ajude-me, por favor, contanto que sou cego.
Ano: 2016 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: Tecnologista - Programação Visual - WebDesign
Texto Associado Texto Associado
Texto – A eficácia das palavras certas

Havia um cego sentado numa calçada em Paris. A seus pés, um boné e um cartaz em madeira escrito com giz branco gritava: “Por favor, ajude-me. Sou cego”. Um publicitário da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou o cartaz e com o giz escreveu outro conceito. Colocou o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.
Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Seu boné, agora, estava cheio de notas e moedas. O cego reconheceu as pegadas do publicitário e perguntou se havia sido ele quem reescrevera o cartaz, sobretudo querendo saber o que ele havia escrito. O publicitário respondeu: “Nada que não esteja de acordo com o conceito original, mas com outras palavras”. E, sorrindo, continuou o seu caminho. O cego nunca soube o que estava escrito, mas seu novo cartaz dizia: “Hoje é primavera em Paris e eu não posso vê-la”.
(Produção de Texto, Maria Luíza M. Abaurre e Maria Bernadete M. Abaurre)
“Sem pedir licença, pegou o cartaz e com o giz escreveu outro conceito”; a oração “Sem pedir licença” pode ser adequadamente substituída pela seguinte oração desenvolvida:
A
Sem que pedisse licença
B
Sem o pedido de licença
C
Sem que peça licença
D
Sem a petição de licença
E
Sem que havia pedido licença
Ano: 2016 Banca: FGV Órgão: IBGE Prova: Tecnologista - Programação Visual - WebDesign
Texto Associado Texto Associado
Texto – A eficácia das palavras certas

Havia um cego sentado numa calçada em Paris. A seus pés, um boné e um cartaz em madeira escrito com giz branco gritava: “Por favor, ajude-me. Sou cego”. Um publicitário da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou o cartaz e com o giz escreveu outro conceito. Colocou o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.
Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Seu boné, agora, estava cheio de notas e moedas. O cego reconheceu as pegadas do publicitário e perguntou se havia sido ele quem reescrevera o cartaz, sobretudo querendo saber o que ele havia escrito. O publicitário respondeu: “Nada que não esteja de acordo com o conceito original, mas com outras palavras”. E, sorrindo, continuou o seu caminho. O cego nunca soube o que estava escrito, mas seu novo cartaz dizia: “Hoje é primavera em Paris e eu não posso vê-la”.

(Produção de Texto, Maria Luíza M. Abaurre e Maria Bernadete M. Abaurre)
“Por favor, ajude-me. Sou cego”; reescrevendo as duas frases em uma só, de forma correta e respeitando-se o sentido original, a estrutura adequada é: 
A
Embora seja cego, por favor, ajude-me
B
Me ajude, por favor, pois sou cego
C
Ajude-me já que sou cego, por favor
D
Por favor, ainda que seja cego, ajude-me
E
Ajude-me, por favor, contanto que sou cego
Texto Associado Texto Associado
1 Desde 1990, no Brasil, tem havido uma melhora 
sistemática do coeficiente de Gini, índice comumente utilizado 
para medir a desigualdade de distribuição de renda: melhorou 
4 dos 0,603 de 1993 para os 0,501 de 2013. 
Tendo por base os valores de 1998, ano da 
privatização dos serviços de telecomunicações do Brasil, o PIB 
per capita do brasileiro aumentou apenas 35,0% no período
findo em 2014, ao passo que, no mesmo período, a densidade 
de telefones fixos aumentou 84,5% e a de telefones celulares 
10 aumentou 3.114%. 
A penetração dos serviços de telefonia — fixa ou 
móvel — só não foi maior devido ao irrisório crescimento da 
13 renda per capita no período, agravado pela carga tributária
incidente sobre serviços de telecomunicações, essenciais para 
o desenvolvimento sustentável com inclusão social. 
16 No cenário mundial, o Brasil passou do 54.º lugar, em
2002, para o 65.º lugar, em 2013, segundo o índice de 
desenvolvimento de tecnologias de informação e comunicação 
19 (TIC), da União Internacional de Telecomunicações, indicando
que o país está defasado no aproveitamento dos benefícios que 
as TIC propiciam para o desenvolvimento sustentável com 
22 inclusão social e com inserção no mundo globalizado.
Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de 
Domicílios (PNAD) 2013, 92,5% dos domicílios tinham acesso 
25 aos serviços telefônicos — fixos ou móveis. Em 1998, apenas
32% dos domicílios tinham acesso a esses serviços, o que 
indica um volumoso aumento no período mencionado. 
28 No final do primeiro semestre de 2015, 41.310
localidades eram servidas pela telefonia fixa, em função da 
realização das metas do Plano Geral de Metas de 
31 Universalização; no final do primeiro semestre do ano
anterior, eram 40.907 localidades e, em 1992, eram 16.950.
O ambiente socioeconômico do setor de telecomunicações. In: O desempenho 
do setor de telecomunicações no Brasil. Séries temporais 1S15. 
Elaborado pela Telebrasil em parceria com o Teleco. Rio de Janeiro, 
agosto de 2015, p. 7-9. Internet: <www.telebrasil.org.br > (com adaptações)
Com relação às estruturas linguísticas do texto O ambiente socioeconômico do setor de telecomunicações, julgue os seguintes itens. 

Na linha 13, a flexão do termo “agravado” na forma feminina faria que esse termo passasse a concordar com “renda per capita”, sem que isso resultasse em prejuízo para a correção gramatical e para os sentidos do texto.
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 A reestruturação do setor de telecomunicações no
Brasil veio acompanhada da privatização do Sistema
TELEBRAS — operado pela Telecomunicações Brasileiras
4 S.A. (TELEBRAS) —, monopólio estatal verticalmente
integrado e organizado em diversas subsidiárias, que prestava
serviços por meio de uma rede de telecomunicações
7 interligada, em todo o território nacional.
A ideia básica do novo modelo era a de adequar o
setor de telecomunicações ao novo contexto de globalização
10 econômica, de evolução tecnológica setorial, de novas
exigências de diversificação e modernização das redes e dos
serviços, além de permitir a universalização da prestação de
13 serviços básicos, tendo em vista a elevada demanda reprimida
no país.
A privatização, ao contrário do que ocorreu em
16 diversos países em desenvolvimento e mesmo em outros
setores de infraestrutura do Brasil, foi precedida da montagem
de detalhado modelo institucional, dentro do qual se destaca a
19 criação de uma agência reguladora independente e autônoma,
a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). Além
disso, a reestruturação do setor de telecomunicações brasileiro
22 foi precedida de reformas setoriais em vários outros países, o
que trouxe a possibilidade de aprendizado com as experiências
anteriores.
José Claudio Linhares Pires. A reestruturação do setor de telecomunicações
no Brasil. Internet: <www.bndespar.com.br> (com adaptações).
No que se refere às estruturas linguísticas e às ideias do texto A reestruturação do setor de telecomunicações no Brasil, julgue os itens seguintes.

A substituição de “autônoma” (R.19) por com autonomia prejudicaria a correção gramatical do texto.
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 A reestruturação do setor de telecomunicações no
Brasil veio acompanhada da privatização do Sistema
TELEBRAS — operado pela Telecomunicações Brasileiras
4 S.A. (TELEBRAS) —, monopólio estatal verticalmente
integrado e organizado em diversas subsidiárias, que prestava
serviços por meio de uma rede de telecomunicações
7 interligada, em todo o território nacional.
A ideia básica do novo modelo era a de adequar o
setor de telecomunicações ao novo contexto de globalização
10 econômica, de evolução tecnológica setorial, de novas
exigências de diversificação e modernização das redes e dos
serviços, além de permitir a universalização da prestação de
13 serviços básicos, tendo em vista a elevada demanda reprimida
no país.
A privatização, ao contrário do que ocorreu em
16 diversos países em desenvolvimento e mesmo em outros
setores de infraestrutura do Brasil, foi precedida da montagem
de detalhado modelo institucional, dentro do qual se destaca a
19 criação de uma agência reguladora independente e autônoma,
a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). Além
disso, a reestruturação do setor de telecomunicações brasileiro
22 foi precedida de reformas setoriais em vários outros países, o
que trouxe a possibilidade de aprendizado com as experiências
anteriores.
José Claudio Linhares Pires. A reestruturação do setor de telecomunicações
no Brasil. Internet: <www.bndespar.com.br> (com adaptações).
No que se refere às estruturas linguísticas e às ideias do texto A reestruturação do setor de telecomunicações no Brasil, julgue os itens seguintes.

A correção gramatical e os sentidos originais do texto seriam preservados se, no primeiro parágrafo, todas as vírgulas fossem eliminadas e a forma verbal “prestava” (R.5) fosse substituída por prestavam.
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 A reestruturação do setor de telecomunicações no
Brasil veio acompanhada da privatização do Sistema
TELEBRAS — operado pela Telecomunicações Brasileiras
4 S.A. (TELEBRAS) —, monopólio estatal verticalmente
integrado e organizado em diversas subsidiárias, que prestava
serviços por meio de uma rede de telecomunicações
7 interligada, em todo o território nacional.
A ideia básica do novo modelo era a de adequar o
setor de telecomunicações ao novo contexto de globalização
10 econômica, de evolução tecnológica setorial, de novas
exigências de diversificação e modernização das redes e dos
serviços, além de permitir a universalização da prestação de
13 serviços básicos, tendo em vista a elevada demanda reprimida
no país.
A privatização, ao contrário do que ocorreu em
16 diversos países em desenvolvimento e mesmo em outros
setores de infraestrutura do Brasil, foi precedida da montagem
de detalhado modelo institucional, dentro do qual se destaca a
19 criação de uma agência reguladora independente e autônoma,
a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). Além
disso, a reestruturação do setor de telecomunicações brasileiro
22 foi precedida de reformas setoriais em vários outros países, o
que trouxe a possibilidade de aprendizado com as experiências
anteriores.

José Claudio Linhares Pires. A reestruturação do setor de telecomunicações
no Brasil. Internet: <www.bndespar.com.br> (com adaptações).
No que se refere às estruturas linguísticas e às ideias do texto A reestruturação do setor de telecomunicações no Brasil, julgue os itens seguintes.

Sem prejuízo para a correção gramatical do texto, nas estruturas “da privatização” (R.2), “da montagem” (R.17) e “de reformas setoriais” (R.22), os elementos sublinhados podem ser substituídos, respectivamente, pelas formas pela, pela e por. 
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 A revolução digital está relacionada à nossa
capacidade de conhecer determinadas informações e delas
dispor, bem como de agir procurando a compreensão simples
4 de fenômenos complexos. A nova sociedade do conhecimento
requer acesso fácil à informação e ao saber. A “nuvem” —
tecnologia capaz de gerenciar de forma inteligente enormes
7 quantidades de dados —, a conectividade móvel e as redes
sociais levam alguns especialistas a afirmar que estamos no
início da quarta revolução digital. Esse é um avanço de maior
10 transcendência que o das três revoluções anteriores (os
primeiros computadores empresariais, o computador pessoal e
a Internet).
13 Os territórios inteligentes apostam em uma tecnologia
digital mais adequada e que esteja a serviço da qualidade de
vida, do acesso à informação e da potencialização da economia
16 criativa. O desenvolvimento das tecnologias da informação, das
telecomunicações e da Internet tem facilitado o nascimento de
fluxos e redes que favorecem a conexão entre pessoas,
19 instituições e empresas, apesar da distância física entre elas. No
futuro, a revolução digital poderá ser o detonador da economia
criativa e de uma melhora substancial da competitividade das
22 cidades.

Alfonso Vegara. Os territórios inteligentes.
Internet: <http://bibliotecadigital.fgv.br> (com adaptações).
Julgue os próximos itens, a respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto Os territórios inteligentes.

No primeiro parágrafo do texto, os travessões foram utilizados para separar informação de caráter explicativo e, sem prejuízo da correção gramatical, podem ser  substituídos por parênteses, desde que suprimida a  vírgula empregada logo após o segundo travessão.
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 Com a construção do primeiro satélite geoestacionário
brasileiro, a segurança do tráfego de dados importantes no país
poderá aumentar, uma vez que eles passarão a ser
4 criptografados. Segundo o presidente da TELEBRAS, um dos
objetivos do desenvolvimento do satélite será a proteção às
redes que transmitem informações sensíveis do governo
7 federal. Por isso a TELEBRAS vai “trabalhar com algoritmos
e criptografia próprios, desenvolvidos pelo governo, de
maneira que os dados sensíveis que vão transitar no nosso
10 satélite serão praticamente invioláveis”.
A expansão da Internet de banda larga popular em
mais de dois mil municípios brasileiros que ainda não são
13 atendidos por via terrestre é mais um dos objetivos da
construção do novo satélite. Outra área importante a ser
atendida é a militar, que atualmente usa satélites estrangeiros
16 para realizar suas operações.
Para o presidente da TELEBRAS, o fato de o país não
ter um satélite próprio faz que o governo não tenha controle do
19 equipamento. Ele considera “recorde” o tempo desde o início
da concepção do projeto, em 2011, até hoje.
Internet: <www.exame.abril.com.br> (com adaptações).
Haveria prejuízo da correção e da coerência do texto caso, no primeiro parágrafo, as formas verbais “poderá” (R.3) e “será” (R.5) fossem substituídas por pode e é, respectivamente.
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
1 Desde 1990, no Brasil, tem havido uma melhora
sistemática do coeficiente de Gini, índice comumente utilizado
para medir a desigualdade de distribuição de renda: melhorou
4 dos 0,603 de 1993 para os 0,501 de 2013.
Tendo por base os valores de 1998, ano da
privatização dos serviços de telecomunicações do Brasil, o PIB
7 per capita do brasileiro aumentou apenas 35,0% no período
findo em 2014, ao passo que, no mesmo período, a densidade
de telefones fixos aumentou 84,5% e a de telefones celulares
10 aumentou 3.114%.
A penetração dos serviços de telefonia — fixa ou
móvel — só não foi maior devido ao irrisório crescimento da
13 renda per capita no período, agravado pela carga tributária
incidente sobre serviços de telecomunicações, essenciais para
o desenvolvimento sustentável com inclusão social.
16 No cenário mundial, o Brasil passou do 54.º lugar, em
2002, para o 65.º lugar, em 2013, segundo o índice de
desenvolvimento de tecnologias de informação e comunicação
19 (TIC), da União Internacional de Telecomunicações, indicando
que o país está defasado no aproveitamento dos benefícios que
as TIC propiciam para o desenvolvimento sustentável com
22 inclusão social e com inserção no mundo globalizado.
Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de
Domicílios (PNAD) 2013, 92,5% dos domicílios tinham acesso
25 aos serviços telefônicos — fixos ou móveis. Em 1998, apenas
32% dos domicílios tinham acesso a esses serviços, o que
indica um volumoso aumento no período mencionado.
28 No final do primeiro semestre de 2015, 41.310
localidades eram servidas pela telefonia fixa, em função da
realização das metas do Plano Geral de Metas de
31 Universalização; no final do primeiro semestre do ano
anterior, eram 40.907 localidades e, em 1992, eram 16.950.
O ambiente socioeconômico do setor de telecomunicações. In: O desempenho
do setor de telecomunicações no Brasil. Séries temporais 1S15.
Elaborado pela Telebrasil em parceria com o Teleco. Rio de Janeiro,
agosto de 2015, p. 7-9. Internet: <www.telebrasil.org.br > (com adaptações).
Com relação às estruturas linguísticas do texto O ambiente socioeconômico do setor de telecomunicações, julgue os seguintes itens.
No final do primeiro parágrafo, caso se substituíssem o sinal de dois-pontos por vírgula e a palavra “melhorou” por que passou, a correção gramatical do período seria mantida.
C
Certo
E
Errado
Página 7 de 22