Questões

Total de Questões Encontradas: 60

Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considerando-se o sentido do contexto, guardam entre si uma relação de oposição os segmentos:
A
nuvens carregadas  e  paredes de concreto.
B
hipnotizam-nos  e  deixam-nos a sós com nossas imagens.  
C
estamos surpreendentemente sós  e  uma experiência rara em nossos dias.  
D
ninguém se socorra do celular  e  qualquer engenhoca eletrônica.  
E
íntima peregrinação  e  obrigações mundanas.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
A semelhança central entre uma viagem de avião e uma viagem de metrô, explorada pelo autor ao longo do texto, é estabelecida pelo fato de que ambas
A
ensejam, dada a sedução das paisagens, a distração de que todos precisamos para aliviar nossas inquietações mundanas.
B
proporcionam, diante da monotonia do que corre lá fora, uma incursão do passageiro pelo espaço aberto e fecundo de sua interioridade.
C
provocam, no embalo do ritmo uniforme, uma sensação de letargia que nos libera do peso dos pensamentos e da imaginação.
D
acrescentam, ao passageiro já pressionado pelos compromissos, a ansiedade de rumar para um lugar sem divisar o trajeto.
E
estimulam, dentro de cada um de nós, a criatividade de que precisamos para resolver nossos problemas mais objetivos e imediatos.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considerado o contexto e transpondo-se para a voz passiva o segmento sem jamais pendurá-los no pau de arara, a forma resultante será
A
sem que jamais fossem pendurados no pau de arara.
B
sem que no pau de arara jamais se os pendurasse.
C
sem que jamais tivessem sido pendurados no pau de arara.
D
sem que o pau de arara jamais os pendurasse.
E
sem que jamais se pendurassem no pau de arara.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Na frase Caso os leitores ...... (vir) a ler o jornal com maior rigor, certamente ...... (poder) perceber os estereótipos que ...... (predominam) nas reportagens de hoje, as lacunas serão corretamente preenchidas, na ordem dada, por:
A
vierem − poderiam − predominariam
B
virem − poderão − predominam
C
viessem − poderão − predominassem
D
vierem − podem − predominem
E
viessem − poderiam − predominam
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
As normas de concordância verbal estão plenamente observadas na frase:
A
Os textos memoráveis que, com a arte desse jornalista, apresentava sempre uma perspectiva especial, encantavam a todos os seus fiéis leitores. 
B
Com a maioria dos jornalistas acontecem, frequentemente, que se submetam às fáceis acomodações dessa desafiadora profissão.
C
Aos leitores dos grandes jornalistas cabem não apenas ler com prazer suas matérias, mas encantar-se com o ângulo criativo pelo qual trata suas matérias.
D
Quem, entre os muitos jornalistas de hoje, habilita-se a desafiar os rígidos paradigmas que lhes impinge a direção de um jornal? 
E
Ainda haveriam, numa época de tanta pressa e tanta precipitação, jornalistas capazes de surpreender o leitor com uma linguagem de fato criativa? 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Está clara e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:
A
Uma das causas da admiração manifesta pelo autor do texto está em que seu amigo cultivava qualidades raras num jornalista, em cujo poder de detalhe era reconhecido por todos os leitores.
B
Em vez de optar por simplificações grosseiras, onde se esmeravam outros jornalistas da época, Guilherme preferia-lhes o cultivo dos detalhes pessoais, mais reveladores do que aquelas.
C
A especial qualidade jornalística de Guilherme estava em adotar uma perspectiva pessoal e verdadeira na abordagem sem preconceito dos fatos ou das pessoas entrevistadas.
D
Mesmo quem parecesse uma personagem desinteressante costumava ganhar, sobre a perspectiva de Guilherme, um ângulo muito mais revelador, onde se adquiria novos traços.
E
Ao dar a notícia da morte de Picasso, o jornalista não se conteve em sublevar o mero fato, acrescentando-o seu ponto de vista mais pessoal e respeitoso em relação aquele artista. 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento em:
A
me veio com esta (1o parágrafo) = atalhou-me para discordar.
B
me enchiam de uma inveja benigna (3o parágrafo) = via-me tomado por um franco ressentimento.
C
algo chapado, previsível (4o parágrafo) = uma coisa insólita, prematura.
D
ajustar os fatos a uma pauta (4o parágrafo) = enquadrar as ocorrências num roteiro prévio.
E
jornalismo inquisitorial (4o parágrafo) = reportagem especulativa.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
O autor do texto, ao se valer do segmento 
A
uma discussão sobre quem era melhor (3o parágrafo), está se referindo à competição que havia entre ele e seu amigo Guilherme.
B
Os que foram apenas leitores (3o parágrafo), está identificando aqueles que liam apressada e desatentamente as matérias do colega.
C
mero recolhedor de aspas (4o parágrafo), está acusando o vício comum, entre jornalistas, de apresentarem como suas as declarações alheias.
D
Olhava-as com amorosa curiosidade (4o parágrafo), está se referindo à astuciosa tática utilizada pelo colega para obter confissões de seus entrevistados.
E
Picasso morreu, se é que Picasso morre” (4o parágrafo), está ilustrando a originalidade da perspectiva afetiva adotada pelo colega jornalista em seu trabalho.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Atente para as seguintes afirmações:

I. A frase Meu texto é melhor que eu é precedida por visíveis sinais de inquietação de Guilherme Cunha Pinto, que sugerem os momentos de uma tensa autoanálise desse jornalista.  
II. O autor do texto reconhece como uma das virtudes principais do colega a capacidade de dar forma verbal àquilo que parece definitivamente resistir à corporeidade da expressão.  
III. A relevância do jornalista Guilherme Cunha Pinto destaca-se, sobretudo, na oposição a um jornalismo praticado com mão pesada e visão preconcebida das coisas.

Em relação ao texto está correto o que se afirma em 
A
I, II e III.  
B
I e II, apenas.  
C
I e III, apenas.  
D
II e III, apenas.  
E
II, apenas. 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
A qualidade que o autor do texto ressalta em seu amigo e colega de redação Guilherme Cunha Pinto diz respeito
A
à modéstia de um jornalista que sabia admitir o limite de suas virtudes profissionais, que nada tinham a ver com sua real personalidade.
B
ao modo como esse jornalista conduzia suas matérias, nas quais se reconheciam detalhes dos fatos analisados ou das pessoas entrevistadas.
C
ao estilo da linguagem desse jornalista, na qual despontavam os recursos de uma clássica elegância retórica, que passara a ser evitada nas redações.
D
às oscilações de humor do companheiro, marcadas ora pela extrema modéstia, ora pela euforia de quem reconhecia traços de genialidade em si mesmo.
E
aos cuidados que o companheiro demonstrava na condução de suas reportagens, marcadas pelo tom impessoal e por uma rigorosa objetividade. 
Página 6 de 6