Questões

Total de Questões Encontradas: 40

O modelo relacional tornou-se o padrão estabelecido do mercado. Outros modelos anteriores ao modelo relacional, porém, podem ser encontrados em sistemas usados no passado e, algumas vezes, encontrados como sistemas legados nas empresas.

Dois desses modelos são os 
A
em rede e XML 
B
hierárquico e em rede 
C
hierárquico e XML 
D
orientado a objetos e em rede 
E
orientado a objetos e XML
Entre os mecanismos de segurança possíveis de um banco de dados, aqueles que são utilizados para conceder privilégios a usuários são conhecidos como mecanismos de acesso 
A
baseado em atores 
B
baseado em papéis 
C
de confidencialidade 
D
discricionário 
E
obrigatório
SQL é uma linguagem dedicada à operação de Bancos de Dados relacionais, padronizada internacionalmente, e que pode ser encontrada nos principais SGBD modernos.

Os principais comandos da sua linguagem de manipulação de dados (DML) são:
A
ALTER, CREATE e DROP 
B
CREATE, DELETE,  READ e UPDATE 
C
CREATE, DESTROY, FIND e INCLUDE 
D
SELECT, DELETE, INSERT e UPDATE 
E
SELECT, JOIN,  PROJECT e RENAME
Segundo a classificação de categorias de modelos de dados, o modelo de dados relacional deve ser entendido como 
A
conceitual 
B
externo 
C
físico 
D
interno 
E
representacional 
A exposição ao risco de um projeto de software é calculada como o(a) 
A
(custo, caso o risco ocorra) / (prêmio do seguro ao risco) 
B
(custo, caso o risco ocorra) / (valor total do projeto) 
C
(valor investido para evitar o risco) / (custo, caso o risco ocorra) 
D
(quantidade de vezes que o risco ocorrerá) x (custo, caso o risco ocorra) 
E
(probabilidade de ocorrência do risco) x (custo, caso o risco ocorra)
O BPMM é um importante modelo de maturidade do processo proposto pela OMG, baseado em outros modelos de maturidade de processo, como o CMMI.  Uma empresa que deseje ser certificada como nível 2 do BPMM deve, necessariamente, satisfazer os objetivos da seguinte área de processo:
A
Gestão da Configuração da Unidade de Trabalho 
B
Gestão de Ativos Comuns da Organização 
C
Gestão de Negócios de Produtos e Serviços 
D
Gestão de Processos Organizacionais 
E
Implantação de Produtos e Serviços
No processo de criação de um banco de dados relacional, primeiro foram criadas as tabelas onde seriam guardados os dados; depois, foi feita a inserção dos dados nessas tabelas. Nenhuma outra estrutura auxiliar foi criada no banco para melhorar o desempenho além das chaves primárias. Após realizar uma simulação de carga, com dados e aplicativos reais, o responsável percebeu que uma busca importante tentava encontrar uma pessoa pelo número do seu título de eleitor, no campo TITELE, que não era uma chave primária planejada. Essa busca demorava muito, pois o SGBD precisava procurar em todos os registros até encontrar aquele com o número desejado.

Supondo-se que o SGBD suporta visões, índices árvore-B e de tabela de espalhamento (hashs), joins e procedimentos armazenados, a maneira de acelerar essa busca ao máximo é criar um(a) 
A
índice do tipo árvore B no campo TITELE. 
B
índice do tipo tabela de espalhamento (hash) no campo TITELE. 
C
procedimento armazenado no banco de dados que faz a busca linear sem necessidade de um programa externo. 
D
nova tabela cuja chave primária é TITELE, que será usada em uma operação de join, mais tarde, com a tabela original. 
E
visão na tabela original, com o campo TITELE, e a chave primária original.
Antes de lançar seu próximo produto, uma empresa de desenvolvimento de software costuma convidar seus principais clientes para testar uma versão “quase final”. Esses clientes são convidados ao local de desenvolvimento e são observados enquanto utilizam o software e registram erros e problemas no uso.

Essa estratégia de teste em um ambiente controlado é conhecida como teste 
A
alfa 
B
beta 
C
de stress 
D
de integração 
E
de aceitação do cliente
Solicitado para fazer o levantamento dos requisitos para um novo software a ser desenvolvido, um analista de sistemas identificou a necessidade de descobrir todos aqueles que se beneficiariam de forma direta ou indireta do sistema a ser desenvolvido.

Essas pessoas são conhecidas como 
A
clientes 
B
partes interessadas 
C
patrocinadores 
D
usuários 
E
usuários finais
O ciclo de vida clássico de desenvolvimento de software é criticado por vários autores. Uma das principais críticas a esse ciclo de vida é que a(o) 
A
falta de documentação típica desse ciclo de vida afeta diretamente a qualidade do software. 
B
ausência de uma fase de modelagem pode gerar arquiteturas de fraco desempenho. 
C
demora para entregar programas funcionando aumenta o risco de entregar funcionalidades erradas. 
D
tempo curto de cada iteração dificulta o cumprimento de prazos. 
E
excesso de paralelismo entre as fases dificulta o controle dos requisitos.
Página 4 de 4