Questões

Total de Questões Encontradas: 60

Um Técnico do Tribunal, que utiliza JUnit, sabe que dentre os métodos da classe TestCase aquele que é chamado depois de
cada método de teste, usado para desfazer o que setUp() fez como, por exemplo, fechar uma conexão de banco de dados, é o
A
run().
B
setOff().
C
tearDown().
D
runTest().
E
command().
Se não há conflitos entre nenhum dos subconjuntos de requisitos presentes, tais como conflitos com o mundo real (formatos de
relatórios ou cores de sinalização); conflito lógico ou temporal entre ações (quando, por exemplo, um requisito diz que a ação A
deve ser realizada antes da ação B, e outro diz o contrário); e uso de termos diferentes para designar o mesmo objeto do mundo
real (como, por exemplo, “lembrete” versus “aviso”), então na Especificação de Requisitos está presente a qualidade
A
Consistência.
B
Correção.
C
Precisão.
D
Verificabilidade.
E
Rastreabilidade.
Para o entendimento de elementos de um projeto, um Técnico do Tribunal observou, na NBR ISO/IEC 12207:2009, que os processos
têm seus propósitos correspondentes.
Considere as tabelas abaixo, contendo Processos Técnicos I, II e III e Propósitos 1, 2 e 3.
Imagem da Questão
Estão corretas as correspondências entre os Processos Técnicos e os Propósitos que constam em
A
I-2; II-3; III-1.
B
I-1; II-2; III-3.
C
I-3; II-1; III-2.
D
I-1; II-3; III-2.
E
I-2; II-1; III-3.
Em muitas situações uma "aplicação cliente" precisa criar objetos cuja construção efetiva só é definida em tempo de execução.
A "aplicação cliente" não deve se preocupar com a criação dos objetos. Trata-se da motivação do padrão de projeto
A
Abstract Factory.
B
Builder.
C
Factory Method.
D
Singleton.
E
Proxy.
Usar compartilhamento para suportar eficientemente grandes quantidades de objeto de granularidade fina é intenção do padrão de projeto
 
A
Command.
B
Composite.
C
Prototype.
D
Interpreter.
E
Flyweight.
Para a contagem de pontos de função, um Técnico do Tribunal montou a seguinte tabela com base em seus levantamentos
iniciais:
Imagem da Questão
Com estes dados, o total de pontos de função transacional corretamente contados por ele foi
A
37.
B
5.
C
117.
D
80.
E
15.
Durante a execução de um projeto estruturado, um Técnico pode utilizar símbolos amplamente adotados para representar elementos
de um Diagrama de Fluxo de Dados − DFD, EXCETO
A
Processos.
B
Depósitos de Dados.
C
Fluxos de Dados.
D
Fluxos de Trabalho.
E
Entidades Externas.
Um Técnico digitou as instruções abaixo.
No PostgreSQL:
SELECT TRIM (0 FROM 0004872348400) AS "Exemplo";
No Oracle:
SELECT TRIM (0 FROM 0004872348400) "Exemplo" FROM sys.dual;
O valor exibido foi
 
A
4872348400
B
0048432784000
C
48432784
D
48723484
E
00048723484
Com relação às estruturas que fazem parte de um banco de dados Oracle e que possuem um papel importante na reconstrução do banco de dados a partir de um backup,
A
o banco de dados consiste em uma ou mais unidades de armazenamento lógico chamadas tablespaces, que consistem
em um ou mais arquivos chamados datafiles.
B
quando os dados são modificados no banco de dados, o que foi modificado é gravado primeiro no online redo log, depois,
é aplicado nos datafiles. Apesar de sua função de repositório intermediário, o redo log não guarda o registro das alterações
feitas nos datafiles.
C
quando os dados em um datafile são atualizados, imagens anteriores destes dados são gravados em offline redo logs. Se
uma transação é revertida, as informações dos redo logs são usadas para restaurar o conteúdo do datafile original.
D
o control file contém apenas informações das estruturas lógicas do banco de dados, como tablespaces, extends e
segments. Mantém também o registro de todas as operações realizadas nos datafiles.
E
um segment é a menor estrutura de armazenamento do Oracle e seu tamanho, baseado no parâmetro DB_BLOCK_SIZE,
é normalmente um múltiplo do tamanho de um bloco do Sistema Operacional.
A constraint SQL que garante que um valor NÃO possa se repetir em uma coluna da tabela, podendo ser nulo, é
A
FOREIGN KEY.
B
INDEX KEY.
C
UNIQUE.
D
EXCLUSIVE.
E
PRIMARY KEY.
Página 3 de 6