Questões

Total de Questões Encontradas: 60

Para utilizar o OpenSource Selenium, um Analista deve conhecer suas atuais e principais ferramentas. Uma delas é a que permite distribuir os testes em múltiplas máquinas, reduzindo assim o tempo gasto na execução de uma suíte de testes. É ideal para escalonar suítes de testes grandes ou que devem ser executadas em múltiplos ambientes. Essa ferramenta é o Selenium
A
SELECT.
B
RC.
C
IDE.
D
TYPE.
E
GRID.
Considere:

I. Uma Especificação de Requisitos que reflete todas as decisões que foram tomadas e não contém cláusulas de pendências. Desta forma, contém todos os requisitos significativos relativos a funcionalidade, desempenho, restrições de desenho, atributos e interfaces externas, além de definir as respostas do software para todas as entradas possíveis, válidas e inválidas, em todas as situações possíveis.

II. Uma Especificação de Requisitos em que todo requisito presente possui apenas uma única interpretação, aceita tanto pelos desenvolvedores quanto pelos usuários chaves. Em particular, ela é compreensível para todo o seu público alvo e é suficiente para a especificação dos testes de aceitação do produto.

Os itens I e II descrevem especificações cujos requisitos contemplam, respectivamente, as qualidades
 
A
rastreabilidade e consistência.
B
completeza e precisão.
C
correção e completeza.
D
consistência e priorização.
E
verificabilidade e precisão.
O Processo Unificado estabelece que as maiores porções (cargas ou fluxos de trabalho) da Modelagem de Negócios e de Requisitos são realizadas durante as fases de
A
Concepção e Elaboração.
B
Elaboração e Construção.
C
Transição e Construção.
D
Implementação e Transição.
E
Implantação e Implementação.
Um Analista de Sistemas necessita utilizar alguns padrões de projeto para solucionar determinados problemas. De acordo com as Categorias de Padrões do Gang of Four − GoF, ele vai utilizar um padrão de cada uma das três categorias, pela ordem, a saber:

− Padrões de Criação
− Padrões Estruturais
− Padrões Comportamentais


Em relação a essas três categorias, os padrões são, respectivamente,
A
Strategy, Template Method e Decorator.
B
Factory Method, Flyweight e Memento.
C
Bridge, Prototype e Composite.
D
Abstract Factory, Singleton e Observer.
E
Façade, Proxy e Iterator.
Considere a tabela abaixo para o cálculo de pontos de função.
Imagem da Questão
O total de pontos de função não ajustados, a quantidade total de funções de dados e a quantidade total de funções transacionais são, respectivamente,
A
37, 45 e 72.
B
72, 37 e 5.
C
72, 5 e 7.
D
99, 5 e 7.
E
99, 37 e 45.
Um Analista pretende desenvolver um projeto utilizando UML 2.0 e, em seus propósitos, verificou a possibilidade de uso de alguns diagramas. Um deles é o Diagrama de Sequência que representa a indicação do conjunto de objetos envolvidos em um cenário e a especificação das mensagens trocadas entre estes ao longo de linhas do tempo que são linhas tracejadas, traçadas verticalmente da base dos objetos até a parte inferior do diagrama. Retângulos colocados sobre as linhas de tempo indicam
A
o tempo decorrido entre as iterações de um processo recursivo.
B
as interações entre as atividades, no tempo.
C
os casos de uso de cada objeto.
D
os períodos de ativação do objeto.
E
as etapas em que o objeto estará inativo.
Na abordagem Star Schema, usada para modelar data warehouses, os fatos são representados na tabela de fatos, que normalmente
A
é única em um diagrama e ocupa a posição central.
B
está ligada com cardinalidade n:m às tabelas de dimensão.
C
está ligada às tabelas de dimensão, que se relacionam entre si com cardinalidade 1:n.
D
tem chave primária formada independente das chaves estrangeiras das tabelas de dimensão.
E
está ligada a outras tabelas de fatos em um layout em forma de estrela.
Após um DBA criar um usuário executando a instrução CREATE USER Paulo IDENTIFIED BY abcd;, o usuário Paulo ainda não tem nenhum privilégio. Para conceder a ele o privilégio de sistema para criar tabelas e views o DBA deve digitar no Oracle 11g, a instrução
A
CREATE PERMISSION create table, create view TO Paulo.
B
CREATE GRANT table, view TO Paulo.
C
GRANT create table, create view TO Paulo.
D
CREATE ROLE create table, create view TO Paulo.
E
GRANT OPTION create table AND create view TO Paulo.
Um Analista digitou as instruções abaixo em uma ferramenta de backup disponível para um determinado Sistema Gerenciador de Banco de Dados − SGBD.

CONFIGURE CONTROLFILE AUTOBACKUP ON;
CONFIGURE RETENTION POLICY TO RECOVERY WINDOW OF 2 DAYS;
BACKUP INCREMENTAL LEVEL 0 DATABASE;
DELETE NOPROMPT OBSOLETE;


Trata-se da ferramenta
A
SQL Backup Manager − SBM para PostgreSQL.
B
Recovery Manager − RMAN para Oracle.
C
Server Manager Backup − SMB para SQL Server.
D
Export Logical Backup − ELB para Oracle.
E
Data Pump Export − EXPDP para Oracle.
São vários os tipos de dados numéricos no PostgreSQL. O tipo
A
smallint tem tamanho de armazenamento de 1 byte, que permite armazenar a faixa de valores inteiros de −128 a 127.
B
bigint é a escolha usual para números inteiros, pois oferece o melhor equilíbrio entre faixa de valores, tamanho de armazenamento e desempenho.
C
integer tem tamanho de armazenamento de 4 bytes e pode armazenar valores na faixa de −32768 a 32767.
D
numeric pode armazenar números com precisão variável de, no máximo, 100 dígitos.
E
serial é um tipo conveniente para definir colunas identificadoras únicas, semelhante à propriedade auto incremento.
Página 3 de 6