Questões

Total de Questões Encontradas: 101

No MPS.BR (Agosto 2012) − Nível G do MR-MPS-SV − Parcialmente Gerenciado, o processo Gerência de Requisitos − GRE, tem como propósito gerenciar os requisitos de trabalho e dos componentes de trabalho e identificar inconsistências entre os requisitos, os planos de trabalho e os produtos de trabalho. Considere seus resultados esperados:

I. A rastreabilidade unidirecional entre os requisitos e os produtos de trabalho é estabelecida e mantida.

II. Os requisitos são avaliados com base em critérios objetivos e um comprometimento da equipe técnica com estes requisitos é obtido.

III. Mudanças nos requisitos são gerenciadas apenas no final do trabalho.

IV. Revisões em planos e produtos derivados do trabalho são realizadas visando identificar e corrigir inconsistências em relação aos requisitos.

Está correto o que consta APENAS em
A
II e IV.
B
II e III.
C
I, II e IV.
D
III e IV.
E
I e III.
No MPS-BR, a exemplo do CCMI, há níveis de maturidade progressivos, aqui mostrados em ordem alfabética:

Definido
Em Otimização
Gerenciado
Gerenciado Quantitativamente
Largamente Definido
Parcialmente Definido
Parcialmente Gerenciado 

A ordem que mostra corretamente os níveis de maturidade, do mais alto para o mais baixo, é:
A
Em Otimização, Definido, Largamente Definido, Parcialmente Definido, Gerenciado Quantitativamente, Gerenciado, Parcialmente Gerenciado;
B
Gerenciado Quantitativamente, Em Otimização, Definido, Largamente Definido, Parcialmente Definido, Gerenciado, Parcialmente Gerenciado;
C
Definido, Largamente Definido, Parcialmente Definido, Em Otimização, Gerenciado Quantitativamente, Gerenciado, Parcialmente Gerenciado; 
D
Em Otimização, Gerenciado, Gerenciado Quantitativamente, Parcialmente Gerenciado, Definido, Largamente Definido, Parcialmente Definido;
E
Em Otimização, Gerenciado Quantitativamente, Definido, Largamente Definido, Parcialmente Definido, Gerenciado, Parcialmente Gerenciado. 
Ano: 2015 Banca: NUCEPE Órgão: SEFAZ - PI Prova: Analista - Sistemas Pleno
Sobre Melhoria do Processo de Software, o MPS.BR surgiu no Brasil como alternativa ao CMMI, motivado pelos seguintes problemas
A
o último estágio do CMMI, de otimização, é impossível de ser alcançado no Brasil devido a proibições da legislação fiscal. 
B
o CMMI não avalia o  processo de gerência de projetos, bastante presente nas empresas brasileiras. 
C
o CMMI não é compatível com a ISO/IEC, muito adotada no Brasil. 
D
a implantação do CMMI é bastante demorada, além do custo ser impraticável para micro e pequenas empresas. 
E
o CMMI não é baseado em níveis, o que torna complexa a sua avaliação.
Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-CE Prova: Analista Judiciário - Ciências da Computação
A Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) é compatível com o CMMIDEV, ou seja, existem áreas de processos do CMMIDEV correspondentes a processos do MPS.BR. No entanto, existem processos do modelo MPS.BR que não têm área de processo correspondente no CMMIDEV. Com relação a essas informações, assinale a opção em que são apresentados dois processos do MPS.BR que não possuam correspondente no CMMIDEV.
A
avaliação e melhoria do processo organizacional e planejamento de projeto
B
análise e resolução de causas e gerência do desempenho organizacional
C
desenvolvimento para reutilização e gerência de portfólio de projetos
D
gerência de reutilização e desempenho dos processos da organização
E
projeto e construção do produto e solução técnica
Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-CE Prova: Analista Judiciário - Ciências da Computação
A Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR), de agosto de 2012, descreve a possibilidade de alguns processos serem excluídos, total ou parcialmente, do escopo de uma avaliação MPS por não serem pertinentes ao negócio da unidade organizacional que está sendo avaliada e desde que atenda outras exigências do MPS.BR. A respeito dessas informações, assinale a opção em que é apresentado o processo que pode ser excluído completamente, desde que não seja executado pela organização, ainda que ela vise atingir o nível de maturidade D (largamente definido).
A
aquisição
B
gerência de recursos humanos
C
validação
D
gerência de portfólio de projetos
E
desenvolvimento para reutilização
No MPS.BR o nível de maturidade F (Gerenciado) é composto pelos processos do nível de maturidade anterior (G) acrescidos dos processos Aquisição, Garantia da Qualidade, Gerência de Portfólio de Projetos, Medição e 
A
Gerência de Configuração, cujo propósito é estabelecer e manter a integridade de todos os produtos de trabalho de um processo ou projeto e disponibilizá-los a todos os envolvidos.
B
Gerência da Conformidade, cujo propósito é assegurar que os produtos de trabalho e a execução dos processos estejam em conformidade com os planos, procedimentos e padrões estabelecidos. 
C
Gerência de Reutilização, cujo propósito é gerenciar o ciclo de vida dos ativos reutilizáveis. 
D
Desenvolvimento de Requisitos, cujo propósito é definir os requisitos do cliente, do produto e dos componentes do produto. 
E
Projeto e Construção do Produto, cujo propósito é projetar, desenvolver e implementar soluções para atender aos requisitos. 
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: CGE-PI Prova: Auditor Governamental - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
Acerca de CMMI–DEV 1.2 e MPS.BR (2012), julgue os itens a seguir.
O propósito do processo gerência de portfólio de projetos é iniciar e manter projetos necessários para que sejam atendidos os objetivos estratégicos da organização. Esse processo é alcançado em termos de evolução de maturidade inicialmente no nível E-Parcialmente Definido no MPS.BR (2012).
C
Certo
E
Errado
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: CNMP Prova: Analista do CNMP - Desenvolvimento de Sistemas
Considere as características das normas e modelos de qualidade de software:

I. Suporta dois caminhos de melhoria usando níveis: um caminho permite que as organizações melhorem processos de forma incremental envolvendo uma ou mais áreas de processos selecionadas e o outro caminho permite que as organizações melhorem um conjunto de processos relacionados ao endereçarem sucessivamente conjuntos de áreas de processo.
II. Estabelece uma arquitetura comum para o ciclo de vida de processos de software. Contém processos, atividades e tarefas a serem aplicadas durante o fornecimento, aquisição, desenvolvimento, operação, manutenção e descarte de produtos de software, bem como partes de software de um sistema. Também se aplica à aquisição de sistemas, produtos de software e serviços.
III. A capacidade do processo é representada por um conjunto de atributos de processo descrito em termos de resultados esperados. A capacidade do processo expressa o grau de refinamento e institucionalização com que o processo é executado na organização. À medida que a organização evolui nos níveis de maturidade, um maior nível de capacidade para desempenhar o processo deve ser atingido.

As afirmativas I, II e III correspondem, correta e respectivamente, a: 
A
MPS.BR - NBR ISO/IEC 9126 - CMMI
B
NBR ISO/IEC 12207 - CMMI - NBR ISO/IEC 9126
C
CMMI - NBR ISO/IEC 9126 - MPS.BR
D
CMMI - NBR ISO/IEC 12207 - MPS.BR
E
MPS.BR - NBR ISO/IEC 12207 - CMMI
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GO Prova: Auditor de Controle Externo - Informática
No Modelo de Referência MPS para software (MR-MPS-SW), o nível de maturidade composto pelos processos dos níveis anteriores, mas que não possui processos específicos nem que sofreram evolução, é o Nível
A
G − Otimizado.
B
B − Gerenciado Quantitativamente. 
C
A − Em Otimização. 
D
E − Parcialmente Definido. 
E
F − Gerenciado. 
No MR-MPS-SW, o nível de maturidade G é composto pelos processos Gerência de Projetos e Gerência de Requisitos. Nesse nível, a implementação dos processos deve satisfazer os atributos de processo AP 1.1 e AP 2.1, que evidenciam, respectivamente, o quanto:
A
os resultados de medição são usados para assegurar que a execução do processo atinja os seus objetivos de desempenho e o quanto as mudanças na definição do processo têm impacto efetivo para o alcance dos objetivos de melhoria do processo.
B
os produtos de trabalho produzidos pelo processo são gerenciados apropriadamente e o quanto um processo padrão é mantido para apoiar a implementação do processo.
C
o processo padrão é efetivamente implementado como um processo definido para atingir seus resultados e o quanto o processo é controlado estatisticamente para produzir um processo estável.
D
o processo atinge o seu propósito e o quanto a execução do processo é gerenciada.
E
as mudanças no processo são identificadas a partir da análise de defeitos e o quanto os produtos de trabalho produzidos pelo processo são gerenciados apropriadamente.
Página 3 de 11