Questões

Total de Questões Encontradas: 72

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJDFT Prova: Analista Judiciário - Suporte em TI
Texto Associado Texto Associado
1 O objetivo do direito é a paz. A luta é o meio de
consegui-la. Enquanto o direito tiver de repelir o ataque
causado pela injustiça — e isso durará enquanto o mundo
4 estiver de pé —, ele não será poupado.
A vida do direito é a luta: a luta de povos, de
governos, de classes, de indivíduos. Todo o direito do mundo
7 foi assim conquistado. Todo ordenamento jurídico que se lhe
contrapôs teve de ser eliminado e todo direito, o direito de um
povo ou o de um indivíduo, teve de ser conquistado com luta.
10 O direito não é mero pensamento, mas sim força viva.
Por isso, a justiça segura, em uma das mãos, a balança, com a
qual pesa o direito, e, na outra, a espada, com a qual o defende.
13 A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada
é a fraqueza do direito. Ambas se completam e o verdadeiro
estado de direito só existe onde a força, com a qual a justiça
16 empunha a espada, é usada com a mesma destreza com que a
justiça maneja a balança.
O direito é um labor contínuo, não apenas dos
19 governantes, mas de todo o povo. Cada um que se encontra na
situação de precisar defender seu direito participa desse
trabalho, levando sua contribuição para a concretização da
22 ideia de direito sobre a Terra.
Rudolf von Ihering. A luta pelo direito. Tradução de J. Cretella Jr.
e Agnes Cretella. 5.ª ed. revista da tradução. São Paulo:
Editora Revista dos Tribunais, 2008, p. 31 (com adaptações).
Com referência às ideias apresentadas no texto precedente e a seus aspectos linguísticos, julgue os itens a seguir.
A forma verbal “defende” (R.12) está flexionada na terceira pessoa do singular por concordar com seu sujeito, cujo referente é “a justiça” (R.11).
C
Certo
E
Errado
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJDFT Prova: Analista Judiciário - Análise de Sistemas
Texto Associado Texto Associado
1 O objetivo do direito é a paz. A luta é o meio de
consegui-la. Enquanto o direito tiver de repelir o ataque
causado pela injustiça — e isso durará enquanto o mundo
4 estiver de pé —, ele não será poupado.
A vida do direito é a luta: a luta de povos, de
governos, de classes, de indivíduos. Todo o direito do mundo
7 foi assim conquistado. Todo ordenamento jurídico que se lhe
contrapôs teve de ser eliminado e todo direito, o direito de um
povo ou o de um indivíduo, teve de ser conquistado com luta.
10 O direito não é mero pensamento, mas sim força viva.
Por isso, a justiça segura, em uma das mãos, a balança, com a
qual pesa o direito, e, na outra, a espada, com a qual o defende.
13 A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada
é a fraqueza do direito. Ambas se completam e o verdadeiro
estado de direito só existe onde a força, com a qual a justiça
16 empunha a espada, é usada com a mesma destreza com que a
justiça maneja a balança.
O direito é um labor contínuo, não apenas dos
19 governantes, mas de todo o povo. Cada um que se encontra na
situação de precisar defender seu direito participa desse
trabalho, levando sua contribuição para a concretização da
22 ideia de direito sobre a Terra.
Rudolf von Ihering. A luta pelo direito. Tradução de J. Cretella Jr.
e Agnes Cretella. 5.ª ed. revista da tradução. São Paulo:
Editora Revista dos Tribunais, 2008, p. 31 (com adaptações).
Com referência às ideias apresentadas no texto precedente e a seus aspectos linguísticos, julgue os itens a seguir.
A forma verbal “defende” (R.12) está flexionada na terceira pessoa do singular por concordar com seu sujeito, cujo referente é “a justiça” (R.11).
C
Certo
E
Errado
Texto Associado Texto Associado
Língua Portuguesa

O processo impregnado de complexidade, ao qual se sobrepõem ideias de avanço ou expansão intensamente ideologizadas, e que convencionamos chamar pelo nome de progresso, tem, dentre outros, um atributo característico: tornar a organização da vida cada vez mais tortuosa, ao invés de simplificá-la. Progredir é, em certos casos, sinônimo de complicar. Os aparelhos, os sinais, as linguagens e os sons gradativamente incorporados à vida consomem a atenção, os gestos, a capacidade de entender. Além disso, do manual de instruções de um aparelho eletrônico à numeração das linhas de ônibus, passandopelo desenho das vias urbanas, pelos impostos escorchantes e pelas regras que somos obrigados a obedecer – inclusive nos atos mais simples, como o de andar a pé −, há uma evidente arbitrariedade, às vezes melíflua, às vezes violenta, que se insinua no cotidiano. 

Não há espaço melhor para averiguarmos as informações acima do que os principais centros urbanos. Na opinião do geógrafo Milton Santos, um marxista romântico, “a cidade é o lugar em que o mundo se move mais; e os homens também. A co-presença ensina aos homens a diferença. Por isso, a cidade é o lugar da educação e da reeducação. Quanto maior a cidade, mais numeroso e significativo o movimento, mais vasta e densa
a co-presença e também maiores as lições de aprendizado”. 

Essa linha de pensamento, contudo, não é seguida por nós, os realistas, entre os quais se inclui o narrador de O silenceiro, escrito pelo argentino Antonio di Benedetto. Para nós, o progresso transformou as cidades em confusas aglomerações, nas quais a opressão viceja. O narrador-personagem do romance de Di Benedetto anseia desesperadamente pelo silêncio. Os barulhos, elementos inextricáveis da cidade, intrometem-se no
cotidiano desse homem, ganhando existência própria. E a própria espera do barulho, sua antevisão, a certeza de que ele se repetirá, despedaça o narrador. À medida que o barulho deixa de ser exceção para se tornar a norma irrevogável, fracassam todas as soluções possíveis.

A cidade conspira contra o homem. As derivações da tecnologia fugiram, há muito, do nosso controle.
Adaptado de: GURGEL, Rodrigo. Crítica, literatura e narratofobia. Campinas, Vide Editorial, 2015, p. 121-125.
E a própria espera do barulho (...) despedaça o narrador.
O verbo que possui, no contexto, o mesmo tipo de complemento do grifado acima está em:
A
Por isso, a cidade é o lugar da educação...
B
... nas quais a opressão viceja.
C
... anseia desesperadamente pelo silêncio.
D
... há uma evidente arbitrariedade...
E
... fracassam todas as soluções possíveis.
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MANAUSPREV Prova: Técnico Previdenciário - Informática
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
A forma verbal que pode ser flexionada indiferentemente no singular e no plural encontra-se em:
A
... as quais lembram congêneres da Grécia Clássica.
B
Havia peças mais elaboradas, certamente para pessoas de posição mais elevada...
C
...o grupo indígena dos miracangueras não era originário da região... 
D
...a variedade de formas existentes nos sítios onde escavou...
E
De fato, a maior parte dos despojos dos miracangueras era composta de cinzas.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Mantendo-se a correção, o verbo que pode ser flexionado em uma forma do singular, sem que nenhuma outra alteração seja feita na frase, encontra-se sublinhado em:
A
... por meio dos diversos princípios que guiam o funcionamento da natureza. (último parágrafo) 
B
... processam-se átomos e moléculas... (1o parágrafo)
C
Dentro das folhas ainda existem condições semelhantes... (1o parágrafo) 
D
Análises abrangentes mostram numerosas oportunidades... (4o parágrafo)
E
A maioria dos problemas atuais podem se resolver por meio dos diversos princípios... (último parágrafo). 
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: CGE-PI Prova: Auditor Governamental - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Sem prejuízo para a correção gramatical do texto, a forma verbal “comia” (l.13) poderia ser flexionada no plural.
C
Certo
E
Errado
Ano: 2015 Banca: FGV Órgão: TJ-SC Prova: Analista Judiciário - Analista de Sistemas
A única frase que NÃO apresenta desvio em relação à concordância verbal recomendada pela norma culta é:
A
A lista de assinantes da revista, uma vez autenticada pela direção, mostram profissões as mais estranhas possíveis.
B
Nenhum dos terroristas que vinham atacando alvos na Europa nos últimos meses apresentaram-se à Polícia.
C
Segundo a TAM, o voo teve seu atraso justificado, mas quem voaria para outros países foi transferido para outras companhias.
D
Os cães aprendem a andar com as próteses, equipamento que os ajuda a se deslocar de um lugar para outro.
E
Mas foram nos jogos da Copa do Mundo que a maioria dos jogadores conquistaram a fama que hoje justifica seus altos salários. 
Ano: 2013 Banca: FGV Órgão: AL-MT Prova: Analista de Sistemas - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
“É  inegável  que  a  opção  pelo  emprego  de  animais  no  desenvolvimento de fármacos implica uma discussão ética. Mas a  questão  não  é  se  o  homem  deve  ou  não  recorrer  a  cobaias;  cientistas de todo o mundo, inclusive de países com pesquisas e  indústria  farmacêutica  mais  avançadas  que  o  Brasil,  são  unânimes em considerar que a ciência ainda não pode prescindir  totalmente  dos  testes  com  organismos  vivos,  em  razão  da  impossibilidade  de  se  reproduzir  em  laboratório  toda  a  complexidade das cadeias de células”.

Sobre a concordância nominal e verbal desse segmento do texto,  é correto afirmar que 
A
o adjetivo “inegável” concorda com “opção”. 
B
o adjetivos “avançadas” concorda com “pesquisas”. 
C
o adjetivo “unânimes” concorda com “países”. 
D
a forma verbal “implica” concorda com o sujeito “discussão”. 
E
a forma verbal “deve” concorda com o sujeito “questão”. 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, assinale a alternativa em que a concordância verbal e/ou nominal está corretamente empregada.
A
Intensificado pela desconcentração ao extremo, os  engarrafamentos gigantescos viraram característica da cidade.
B
A desconcentração e o crescimento da malha urbana aumenta ainda mais a necessidade de investimentos em transporte coletivo.
C
Tóquio e algumas novas áreas urbanas chinesas são um bom exemplo de modelos bem-sucedido de adensamento urbano.
D
Antes concentradas no centro, as atividades comerciais de São Paulo têm passado por um processo de deslocamento para diversas regiões.
E
Para reverter esse processo de uso intenso do transporte individual, o adensamento e o uso de transporte coletivo precisa ser incentivado.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Assinale a alternativa em que a frase do texto, reescrita, apresenta concordância verbal de acordo com a norma-padrão.
A
Existia, entre nós, naquele momento, muitas pessoas nutrindo pavor da Espanha.
B
Os jogadores da Espanha já estava triturando a seleção de ouro.
C
Cada um deles se sentiram, até o primeiro gol, entre os 75 milhões de cristos.
D
Faziam horas que o sujeito procurava o escrete e não encontrava o escrete.
E
Notavam-se já os efeitos da ausência de Pelé, pois o escrete murchava.
Página 3 de 8