Questões

Total de Questões Encontradas: 80

As profissões de três pessoas, Carlos, Antônio e Bruno, são: arquiteto, engenheiro e médico, não necessariamente nessa ordem. Cada um deles possui uma propriedade. Sabe-se que Carlos não é arquiteto, mas é amigo da pessoa que tem a fazenda. O engenheiro não é o amigo de Carlos e tem um sítio. Bruno não gosta do seu sítio e quer vendê-lo. Com essas informações, é possível concluir corretamente que
A
Bruno possui um sítio e é médico.
B
Antônio é engenheiro e é o amigo de Carlos.
C
Carlos não possui a chácara e seu amigo é o Antônio.
D
Bruno é o arquiteto ou possui a fazenda.
E
Carlos é quem possui a chácara e é amigo de Antônio.
Considere as afirmações a seguir.

I. Se Paulo é assessor jurídico, então Keila é assistente de patrimônio.
II. Se Sônia é diretora geral, então Roberto é gestor de informação.
III. Se Túlio é assistente de contabilidade, então Roberto não é gestor de informação.
IV. Se Valmir é procurador-geral, então Keila não é assistente de patrimônio.
V. Túlio é assistente de contabilidade e Valmir é procurador-geral.

A partir dessas afirmações, é possível concluir corretamente que
A
Keila é assistente de patrimônio e Roberto não é gestor de informação.
B
Valmir não é procurador-geral ou Paulo é assessor jurídico.
C
Roberto é gestor de informação e Keila não é assistente de patrimônio.
D
Keila é assistente de patrimônio ou Sônia é diretora geral.
E
Túlio não é assistente de contabilidade ou Sônia não é diretora geral.
Sabe-se que:
  • todos os elementos de A são também elementos de B;
  • todos os elementos de B são também elementos de C;
  • todos os elementos de C são elementos de D;
  • o número total de elementos de A é 10;
  • o número total de elementos de B é 18;
  • o número total de elementos de C é 24;
  • o número total de elementos de D é 33.
Dessa maneira, é possível concluir corretamente que o número de elementos de B que não são elementos de A, somado com o número de elementos de D que não são elementos de C, é igual a
A
11. 
B
14.
C
17.
D
23. 
E
32.
Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MEC Prova: Especialista - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Considerando a proposição P: “Nos processos seletivos, se o candidato for pós-graduado ou souber falar inglês, mas apresentar deficiências em língua portuguesa, essas deficiências não serão toleradas”, julgue os itens seguintes acerca da lógica sentencial.
Considerando que a proposição P seja verdadeira, é correto inferir que o candidato que não seja pós-graduado e que também não saiba falar inglês terá suas deficiências em língua portuguesa toleradas nos processos seletivos.
C
Certo
E
Errado
Três amigos, Antônio, Bento e Carlos, foram à floricultura do seu José e encomendaram, cada um, um vasinho de flores, que deveria ser entregue às suas respectivas namoradas. Um deles encomendou margaridas, o outro, violetas, e, o outro, begônias, não necessariamente nessa ordem. Conversaram muito com o seu José e depois foram embora. Por algum motivo, perdeu-se a informação de qual era a flor que cada um dos três amigos havia encomendado. Relembrando a conversa que tivera com os rapazes, seu José lembrou-se, com certeza, dos seguintes fatos:

I. Bento não encomendou violetas.
II. Carlos é mais velho do que o rapaz que encomendou violetas.
III. O rapaz que encomendou as margaridas é o mais jovem dos três.

Com base nessas informações, pode-se concluir corretamente que
A
Carlos encomendou margaridas e Bento, begônias.
B
Antônio encomendou margaridas e Carlos, begônias. 
C
Bento encomendou begônias e Carlos, violetas.
D
Antônio encomendou begônias e Carlos, margaridas. 
E
Bento encomendou margaridas e Carlos, begônias.
Se Carlos não é funcionário público, então Laura é sua irmã. Ou Marcelo ou Ana é analista administrativo. Se Laura é irmã de Carlos ou Débora é esposa de Hugo, então Marcelo não é analista administrativo. Constatado que Ana não é analista administrativo, conclui-se corretamente que
A
Débora não é esposa de Hugo e Carlos não é funcionário público.
B
Débora não é esposa de Hugo e Carlos é funcionário público.
C
Débora é esposa de Hugo e Carlos é funcionário público.
D
Débora é esposa de Hugo e Carlos não é funcionário público.
E
Débora é esposa de Hugo ou Carlos não é funcionário público.
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-GO Prova: Técnico do Judiciário - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Um eleitor deverá escolher um entre os candidatos A, B, C e D. Ele recebeu, de seus amigos, as quatro seguintes mensagens a respeito desses candidatos:
  • Os candidatos A e B são empresários.
  • Exatamente dois entre os candidatos A, B e C são empresários.
  • O candidato A é empresário.
  • O candidato C é empresário.
Com base nas informações apresentadas, julgue os próximos itens, considerando que o eleitor sabe que exatamente uma das mensagens é falsa e que exatamente um dos candidatos não é empresário.
O candidato A é empresário.
C
Certo
E
Errado
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-GO Prova: Técnico do Judiciário - Conhecimentos Básicos
Texto Associado Texto Associado
Um eleitor deverá escolher um entre os candidatos A, B, C e D. Ele recebeu, de seus amigos, as quatro seguintes mensagens a respeito desses candidatos:
  • Os candidatos A e B são empresários.
  • Exatamente dois entre os candidatos A, B e C são empresários.
  • O candidato A é empresário.
  • O candidato C é empresário.
Com base nas informações apresentadas, julgue os próximos itens, considerando que o eleitor sabe que exatamente uma das mensagens é falsa e que exatamente um dos candidatos não é empresário.
As informações são suficientes para se concluir que o candidato D é empresário. 
C
Certo
E
Errado
Se Cláudio é auxiliar de fiscalização, então Adalberto é dentista. Mário é bibliotecário ou Adalberto é dentista. Se Adalberto não for dentista, então é verdade que
A
Cláudio será auxiliar de fiscalização ou Mário não será bibliotecário.
B
Cláudio será auxiliar de fiscalização e Mário não será bibliotecário.
C
Cláudio não será auxiliar de fiscalização e Mário não será bibliotecário.
D
Cláudio será auxiliar de fiscalização e Mário será  bibliotecário.
E
Cláudio não será auxiliar de fiscalização e Mário será bibliotecário.
Se Reginaldo é agente da fiscalização ou Sérgio é professor, então Márcia é psicóloga. André é administrador se, e somente se, Carmem é dentista. Constatado que Márcia não é psicóloga e André não é administrador, conclui-se corretamente que
A
Sérgio não é professor, Carmem não é dentista e  Reginaldo não é agente da fiscalização.
B
Sérgio é professor, mas Carmem não é dentista e Reginaldo não é agente da fiscalização.
C
Sérgio é professor, Carmem é dentista, mas Reginaldo  não é agente da fiscalização.
D
Sérgio é professor, Reginaldo é agente da fiscalização, mas Carmem não é dentista.
E
Sérgio é professor, Carmem é dentista e Reginaldo é agente da fiscalização.
Página 3 de 8