Questões

Total de Questões Encontradas: 60

Uma partição NFS remota deve ser montada em um computador com sistema operacional Linux. Para especificar, no comando mount, que a partição é NFS, deve-se utilizar a opção:
A
−n.
B
−f.
C
−i.
D
−s.
E
−t.
O superusuário de computador com sistema operacional Linux deseja alterar as permissões padrão para que apenas o usuário criador possa listar, ler e escrever em todos os novos diretórios criados no sistema por meio do comando mkdir. Para isso, o superusuário deve executar o comando
A
umask 700.
B
chmod 707.
C
umask 077.
D
chmod 700.
E
umask 707.
O administrador de um computador servidor que utiliza o sistema operacional Linux executou o comando renice no prompt de um terminal shell. O objetivo do administrador, com a execução desse comando, é
A
renomear os arquivos de um diretório sequencialmente.
B
reinstalar o driver de software de um dispositivo.
C
reordenar, em ordem cronológica, a listagem de arquivos.
D
alterar a prioridade de execução de um processo.
E
listar os arquivos de biblioteca necessários para a execução de um programa.
No contexto do processo Gerência de Requisitos − GRE do MPS.BR − Guia Geral de Software 2012 (Nível MR-MPS-SW: G − Parcialmente Gerenciado) NÃO é tratado como um dos resultados esperados:
 
A
O entendimento dos requisitos é obtido junto aos fornecedores de requisitos.
B
Revisões em planos e produtos de trabalho do projeto são realizadas visando identificar e corrigir inconsistências em relação aos requisitos.
C
Um conjunto definido de requisitos do cliente é especificado e priorizado a partir das necessidades, expectativas e restrições identificadas.
D
Os requisitos são avaliados com base em critérios objetivos e um comprometimento da equipe técnica com estes requisitos é obtido.
E
A rastreabilidade bidirecional entre os requisitos e os produtos de trabalho é estabelecida e mantida.
No contexto da ITIL v3 − edição 2011, para se obter hardware nos tempos acordados que serão refletidos no Acordo de Nível de Serviço − ANS (Service Level Agreement − SLA) com seus clientes é necessário que a área Provedora de Serviço de TI e o departamento de compras de uma mesma organização estabeleçam entre si
 
A
um Acordo de Nível Operacional − (Operational Level Agreement − OLA).
B
uma Revisão de Serviço − (Service review).
C
um Plano de Melhoria de Serviço − PMS − (Service Improvement Plan − SIP).
D
uma Monitoração do ANS − (SLA monitoring).
E
um Contrato de Apoio − (Underpinning Contract − UC).
No contexto do Gerenciamento da Integração do Projeto são, respectivamente, uma entrada e uma saída do processo Orientar e Gerenciar o Trabalho do Projeto
A
Termo de abertura do projeto; Fatores ambientais da empresa.
B
Fatores ambientais da empresa; Dados de desempenho do trabalho.
C
Relatórios de desempenho do trabalho; Ativos de processos organizacionais.
D
Dados de desempenho do trabalho; Plano de gerenciamento do projeto.
E
Especificação do trabalho do projeto; Business case.
Um Analista está avaliando alguns elementos do PMBOK 5a edição passíveis de auxiliarem na tarefa de gerenciamento do projeto que desenvolveu. Um dos instrumentos que poderiam auxiliar seria a análise de variação que é uma técnica
A
analítica que usa modelos matemáticos para prever resultados futuros com base em resultados históricos.
B
para determinar a causa e o grau de diferença entre a linha de base e o desempenho real.
C
analítica para determinar as características e relações essenciais dos componentes do plano de gerenciamento do projeto a fim de estabelecer a reserva para a duração do cronograma, orçamento, custo estimado ou fundos de um projeto.
D
de identificação das datas de início mais cedo e mais tarde e também das datas de término mais cedo e mais tarde das partes incompletas das atividades do cronograma do projeto.
E
estatística para calcular o resultado médio quando o futuro inclui cenários que podem ou não acontecer. Uma utilização comum desta técnica está na análise da árvore de decisão.
De acordo com a referência mundial em Gerenciamento de Processos de Negócio − BPM, durante a Análise de Processo o
Analista deve observar diversas situações. Dentre elas:

I. Fatores que impõem restrições e direcionam decisões que impactam a natureza e o desempenho do processo. Frequentemente esses fatores são criados sem suficiente compreensão dos cenários que a organização pode encontrar ou se tornam desconectados devido a mudanças não gerenciadas.
II. Elementos que testam os limites de sustentação inferior e superior do processo e determinam se seus fatores de execução podem apropriadamente diminuir ou aumentar em escala para atender à demanda.
III. Elementos que restringem a capacidade do processo e criam uma fila.

Os itens I, II e III correspondem, correta e respectivamente, aos elementos
 
A
gargalo, regras de negócio e capacidade.
B
gargalo, capacidade e regras de negócio.
C
capacidade, regras de negócio e gargalo.
D
regras de negócio, capacidade e gargalo.
E
regras de negócio, gargalo e capacidade.
Um Analista do Tribunal pretende contratar algumas soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação para serem utilizadas em seu projeto prioritário. Para tanto, ele deve reportar-se à Resolução no 182 de 17 de outubro de 2013 que dispõe sobre as diretrizes para as contratações de Solução de Tecnologia da Informação e Comunicação pelos órgãos submetidos ao controle administrativo e financeiro do Conselho Nacional de Justiça − CNJ. Ao estudar a referida resolução ele viu que a execução da fase de Elaboração dos Estudos Preliminares da STIC é
A
obrigatória independentemente do tipo de contratação.
B
necessária, porém não é obrigatória.
C
brigatória, mas não nos casos de inexigibilidade.
D
obrigatória somente nos casos de dispensa de licitação.
E
obrigatória, mas não nos casos de convênios.
Conforme sugerido pelo COBIT 5, os dois objetivos de TI, relacionados de forma primária ou secundária ao seu Processo Gerenciar Fornecedores, são:
A
Conhecimento, expertise e iniciativas para inovação dos negócios; Equipes de TI e de negócios motivadas e qualificadas.
B
Prestação de serviços de TI em consonância com os requisitos de negócio; Conhecimento, expertise e iniciativas para inovação dos negócios.
C
Alinhamento da estratégia de TI e de negócios; Capacitação e apoio aos processos de negócio através da integração de aplicativos e tecnologia nos processos de negócio.
D
Equipes de TI e de negócios motivadas e qualificadas; Capacitação e apoio aos processos de negócio através da integração de aplicativos e tecnologia nos processos de negócio.
E
Capacitação e apoio aos processos de negócio através da integração de aplicativos e tecnologia nos processos de negócio; Prestação de serviços de TI em consonância com os requisitos de negócio.
Página 2 de 6