Questões

Total de Questões Encontradas: 200

O sistema ARIES é considerado um adequado mecanismo de recuperação de BD, pois

I. fornece alto grau de paralelismo.
II. usa a abordagem não-tomar-memória e forçar escrita.
III. reduz a sobrecarga na operação de registro no histórico-de-ocorrências.
IV. minimiza o tempo de recuperação.

Está correto o que consta em
A
I e II, apenas.
B
I e III, apenas. 
C
I, III e IV, apenas.
D
II, III e IV, apenas.
E
I, II, III e IV. 
As fases de operação do algoritmo ARIES são em número de
A
1
B
2
C
3
D
4
E
5
Tratando-se do algoritmo ARIES, quando o gerenciador de recuperação é invocado após uma falha, o reinício se procede em fases. A identificação das páginas sujas no buffer pool e das transações ativas no momento da falha pertence à fase de
A
preempção. 
B
refazer.
C
lock.
D
análise. 
E
correção.
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
No momento da reinicialização, o sistema deve passar primeiro por alguns procedimentos, a fim de identificar todas as transações APENAS do tipo 
A
T1 a T2.
B
T1 a T3.
C
T2 a T4.
D
T2 a T5.
E
T3 a T5. 
Texto Associado Texto Associado
Imagem Associada da Questão
Quando o sistema é reinicializado após a falha, as transações que devem ser desfeitas (D) e as que deve ser refeitas (R) são: 
A
T1 (D), T2 (D), T3 (D), T4 (R) e T5 (R).
B
T3 (D), T4 (D), T1 (R) e T2 (R).
C
T3 (D), T5 (D), T2 (R) e T4 (R).
D
T3 (D), T4 (D) e T5 (R).
E
T4 (D), T1 (R), T2 (R) e T3 (R). 
Salvar apenas os blocos do banco de dados que foram alterados desde o último backup completo é função específica 
A
do restore reversamente incremental. 
B
do restore full.
C
da cópia de segurança incremental. 
D
da cópia de segurança completa. 
E
do sistema aplicativo. 
Um DBA tem de definir e implementar um esquema apropriado de controle de danos, em geral envolvendo a operação de dumping, que significa
A
gerenciamento e controle de mudanças dos requisitos de BD. 
B
gerenciamento de espaço do BD em disco. 
C
monitoramento de performance do SGBD. 
D
descarga do BD para mídia de backup. 
E
agrupamento de tabelas afins. 
Uma vez completado o COMMIT da transação, suas atualizações sobrevivem no banco de dados mesmo que haja uma queda subsequente no sistema. É a propriedade das transações denominada 
A
Durabilidade. 
B
Derivação. 
C
Concorrência. 
D
Manutenibilidade. 
E
Visibilidade.
Considere duas transações distintas T1 e T2, onde T1 pode “enxergar” as atualizações de T2 (após T2 executar o COMMIT) ou T2 pode “enxergar” as atualizações de T1 (após T1 executar o COMMIT), mas certamente não ambas. Isso quer dizer que geralmente existem muitas transações sendo executadas ao mesmo tempo, porém, as atualizações de uma dada transação são ocultas de todas as outras até o COMMIT dessa transação. Trata-se da propridade de transação chamada
A
Execução. 
B
Isolamento. 
C
Atualização. 
D
Atomicidade. 
E
Persistência. 
Quanto à concorrência, considere uma transação T que precise atualizar um objeto para o qual existem réplicas em n sites remotos. Se cada site é responsável por bloqueios sobre objetos armazenados nele (no site, na hipótese de autonomia local), então uma implementação direta exigirá pelo menos xn mensagens, conforme:
A
(x = 3) n requisições de bloqueio, n concessões de bloqueio e n mensagens de atualização. 
B
(x = 5) n requisições de bloqueio, n concessões de bloqueio, n mensagens de atualização, n confirmações e n requisições de desbloqueio. 
C
(x = 2) n requisições de bloqueio e n requisições de desbloqueio. 
D
(x = 4) n requisições de bloqueio, n concessões de bloqueio, n mensagens de atualização e n requisições de desbloqueio. 
E
(x = 1) n concessões de bloqueio. 
Página 13 de 20