Questões

Total de Questões Encontradas: 137

Uma rede de computadores com acesso à internet, possui as características listadas a seguir.
  • está configurada por um IP de classe B, como identificador de rede.
  • integra 16 sub-redes.
  • cada sub-rede deve permitir 700 hosts, no mínimo.
  • está utilizando o esquema de máscaras de rede de tamanho fixo.
Para atender a esses requisitos, uma máscara de sub-rede que deve ser atribuída a essa sub-rede é: 
A
255.255.252.0;
B
255.255.254.0;
C
255.255.255.0;
D
255.255.255.240;
E
255.255.255.224.
Endereços IP de classe A, B e C são identificados por um número no primeiro octeto, enquadrado numa determinada faixa. As faixas para as classes A, B e C são respectivamente:
A
0 a 63, 64 a 127 e 128 a 191;
B
0 a 63, 64 a 159 e 160 a 223;
C
0 a 127, 128 a 191 e 192 a 223;
D
0 a 127, 128 a 223 e 224 a 239;
E
0 a 191, 192 a 223 e 224 a 255.
Ano: 2012 Banca: FUNRIO Órgão: MPOG Prova: Analista - Tecnologia da Informação
Qual faixa de IPs pertence à rede 172.16.10.64/26 e quantas redes podem ser criadas a partir desta máscara? 
A
172.16.10.127 a 172.16.10.132; Cinco redes classe /26.
B
172.16.10.120 a 172.16.10.125; Três redes classe /26.
C
172.16.10.120 a 172.16.10.125; Quatro redes classe /26.
D
172.16.10.127 a 172.16.10.132; Seis redes classe /26.
E
172.16.10.127 a 172.16.10.132; Quatro redes classe /26. 
Ano: 2010 Banca: ESAF Órgão: CVM Prova: Analista - Infraestrutura de TI
Assinale a opção correta.
A
O datagrama IP é encapsulado fora do quadro de camada de enlace para ser transportado de um roteador até o roteador seguinte.
B
O datagrama IP não pode ser fragmentado em datagramas IP menores.
C
O datagrama BSP pode ser fragmentado em dois datagramas BSM menores.
D
O datagrama TCP/IP pode ser adicionado ao datagrama TMS.
E
O datagrama IP é encapsulado dentro do quadro de camada de enlace para ser transportado de um roteador até o roteador seguinte.
Ano: 2014 Banca: BIO RIO Órgão: EMGEPRON Prova: Analista Técnico - Computação
Para uma sub-rede que utiliza o IP 209.127.196.161 como roteadorpadrão e a máscara de rede 255.255.255.240, a identificação de rede e o endereço de broadcast para a sub-rede são, respectivamente,
A
209.127.196.128 e 209.127.196.175
B
209.127.196.128 e 209.127.196.191
C
209.127.196.160 e 209.127.196.175
D
209.127.196.160 e 209.127.196.191
Ano: 2014 Banca: BIO RIO Órgão: EMGEPRON Prova: Analista Técnico - Computação
Uma sub-rede conecta diversas máquinas num esquema de endereçamento de IP fixo. Sabe-se que foi atribuída uma só faixa de endereços para a sub-rede e que as máquinas EMGEPRON41, EMGEPRON42 e EMGEPRON43 estão utilizando respectivamente os endereços IP 197.225.98.231, 197.225.98.243 e 197.225.98.252.

Nessas condições, a única máscara que pode ser utilizada pela sub-rede é: 
A
255.255.255.255 
B
255.255.255.240 
C
255.255.255.224
D
255.255.240.192
Ano: 2014 Banca: BIO RIO Órgão: EMGEPRON Prova: Analista de Sistemas - Suporte
A figura a seguir ilustra como dois roteadores IEEE-802.11/n estão conectados à internet. 
Imagem da Questão
Para configurar o roteador ENG_02, há necessidade de se atribuir um IP, a máscara e o gateway. Considerando que se atribuiu a mesma máscara 255.255.255.0, para que a configuração seja válida e o link funcione satisfatoriamente, dois valores para o IP e o gateway são respectivamente:  
A
192.168.0.1 e 192.168.1.1 
B
192.168.1.2 e 192.168.1.1 
C
192.168.1.1 e 192.168.0.1 
D
192.168.0.2 e 192.168.0.1
A respeito do campo Time to Live (TTL) no IPv4, é correto afirmar que  
A
começa em 0 e vai até 255, seu limite máximo. 
B
é um campo de 8 bytes que registra o número máximo de saltos que um pacote IP pode passar. 
C
seu número é decrementado de 255 até 1, quando chega a 0, caso não seja daquele host, ele será descartado. 
D
é chamado tempo de vida de um pacote, possui 8 bytes e sinaliza quando o pacote atingiu o limite de 255 segundos (s) de vida, levando então ao descarte do pacote.
E
foi documentado, mas não foi utilizado na prática. 
No cabeçalho do IPv4, a respeito dos campos identificador, flag e deslocamento de fragmentação, é correto afirmar que o campo  
A
deslocamento de fragmentação é utilizado obrigatoriamente quando um pacote é maior que 1.500 bytes. 
B
deslocamento de fragmentação é igual a múltiplos de 1.500 bytes, tamanho máximo de um datagrama TCP. 
C
identificador é utilizado quando há fragmentação de um pacote, e seu número acrescido de 1 a cada fragmento de um mesmo pacote. 
D
flag é definido como 1 para todos os pacotes oriundos de uma fragmentação e 0 quando é o último pacote. 
E
identificador identifica um pacote fragmentado, e seu valor salta de acordo com o tamanho do pacote transmitido.
Ano: 2014 Banca: UFG Órgão: UEAP Prova: Analista de TI - Tecnólogo em Rede
O congestionamento em uma rota na Internet resulta no aumento do atraso de
A
processamento de pacotes. 
B
enfileiramento de pacotes. 
C
transmissão de pacotes. 
D
fragmentação de pacotes.
Página 11 de 14