Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF 3ª REGIÃO (SP MS) Prova: Analista Judiciário - Informática (Infraestrutura)
Nos sistemas de transmissão de Voz sobre IP, em que a demanda por banda é crítica, torna-se necessário utilizar algoritmos de compressão do sinal de voz. Para que se tenha uma boa qualidade da voz são necessários mecanismos para o controle dessa qualidade (QoS). Os principais problemas são: atraso fim-a-fim, variação do atraso e perdas e erros em pacotes.  As redes de VoIP usam alguns pilares básicos para conservar a largura de banda e melhorar a prioridade, dentre eles estão:
  • ( I ) são as irregularidades de intervalos de tempos entre a chegada da voz, ou seja, é a variação no intervalo entre as chegadas de pacotes introduzidos pelo comportamento aleatório na rede. Para evitar esses efeitos, o equipamento deve segurar os pacotes que chegam por um tempo especificado, dando tempo subsequente dos pacotes chegarem e ainda caberem em uma compressão natural da voz. 
  • Voice Compression: o payload é a área de dados do frame onde a informação de voz codificada é colocada. Importante notar o efeito provocado pelo ajuste do tamanho do payload nos frames IP usados para VoIP. Quanto ( II ), menor será o consumo de banda em uma chamada VoIP, porém maior será o delay para transmitir cada frame desta chamada. Os ( III ), que fazem a compressão e a descompressão, permitem que a rede de switching de pacote seja carregada mais eficazmente. 
As lacunas I, II e III são preenchidas correta e respectivamente por 
A
Delay - menor o payload - codecs
B
Timestamp - maior o frame - gateways
C
Multicasting - menor o frame - gateways
D
Jitter - maior o payload - codecs
E
Unicasting - maior a taxa - roteadores