É uma maneira de compensar a baixa eficiência característica da criptografia de chaves públicas e privadas, na qual o código é gerado sobre o hash e não sobre o conteúdo em si, pois é mais rápido codificar este valor, que possui um tamanho fixo e certamente mais reduzido, do que a informação a qual o hash foi gerado.

A codificação a que se refere este texto é executada
A
nos certificados digitais.
B
nas assinaturas digitais.
C
na criptografia de chave simétrica.
D
no texto claro utilizado pelas funções de resumo.
E
no texto cifrado pela criptografia de chave assimétrica.