G132839 / 104994
Ano: 2017 Banca: FGV Órgão: SEPOG-RO Prova: Analista - Analista em Tecnologia Da Informação e Comunicação
Texto Associado Texto Associado
Inicialmente, a categoria "populações tradicionais" congregava seringueiros e castanheiros da Amazônia. Desde então, expandiuse, abrangendo outros grupos que vão de coletores de berbigão de Santa Catarina a babaçueiras do sul do Maranhão e quilombolas do Tocantins. ( ... ) O que todos possuem em comum é o fato de que tiveram uma história de baixo impacto ambiental; formas equitativas de organização social e a presença de instituições com legitimidade para fazer cumprir suas leis. Mas, acima de tudo, estão todos dispostos a uma negociação: em troca do reconhecimento e do controle sobre o território, comprometem-se a prestar serviços ambientais. As populações tradicionais e suas organizações não tratam apenas com fazendeiros, madeireiros e garimpeiros. Tornaram-se parceiras de instituições centrais como as Nações Unidas, o Banco Mundial e as poderosas ONGs do primeiro mundo. 
Adaptado de Populações Indígenas, Povos Tradicionais e Preservação na Amazônia. CUNHA, M. C. e ALMEIDA, W. B. de A. (2001)
Com base no texto, compreende-se o uso da categoria "populações tradicionais" para indicar grupos que
A
 participam da economia global, agregando conhecimento local e preservando técnicas de baixo impacto ambiental
B
são naturalmente conservacionistas e se mantêm fora dos circuitos centrais da economia de mercado
C
organizam-se em tribos e comunidades autogeridas, com leis e tradições orais milenares. 
D
 correspondem à população nativa, etnicamente identificada com os índios brasileiros
E
desejam permanecer em estado de isolamento em relação às instituições que representam o Estado Nacional.